Resenha | Até onde o amor alcança, de Júlio Hermann

 


A vida e seus ciclos
Sinopse: Ninguém avisa a gente que amar faz a pele arder e o peito dilatar, seja com as coisas dando certo ou não. Contos de fadas não duram muitos dias na vida real, o amor é o que faz tudo valer a pena. Torço para que você seja feliz, e que possamos caminhar juntos. Hoje eu quero o para sempre, mesmo sabendo que não posso controlar tudo. Há coisas minhas que são tão suas, a ponto de eu não ter coragem de colocar uma roupa nova sobre elas, porque eu não quero te esquecer. Foi muito bom te reencontrar nesse processo. Nas viagens de carro que fizemos, nas noites em restaurantes baratos e nos domingos de carnaval fechados em nosso próprio mundo, nós construímos algo especial. VOCÊ TINHA PRESSA, EU TINHA MEDO… Suportamos isso. Ignoramos inclusive as partes chatas da existência. Esses momentos difíceis retornam, de vez em quando. Contudo podemos nos perdoar e ter novas chances. JURAMOS QUE DURARIA PARA SEMPRE MESMO SABENDO QUE O AMOR NÃO VIVE DE PROMESSAS, MAS NÃO VAMOS DESISTIR!
Acho que não é segredo para quem lê as resenhas aqui no Pausa que eu gosto de contos do cotidiano, não é? Eu gosto. Gosto de saber que tem gente como eu por aí, que somos muito que sentimos muito e, às vezes, nem colocamos para fora em palavras.


Muitas vezes engolimos muitas palavras e elas saem no papel (ou digitado no arquivo de algum aplicativo) depois do choro, ou antes da explosão de raiva, ou até em um momento nada bonito que reúne tudo de uma vez.
Amor é quando escondemos nossa timidez, mas não temos medo de mostrar os defeitos.
Amo comprar e ganhar livros, mas te admito que acredito em o livro me escolher para lê-lo. Talvez por isso eu esteja tão atrasada em prazos para ler para parcerias. Acredito que não devo forçar uma leitura. Quando for a hora, o livro vai brilhar para mim em um momento mágico.


E foi assim que eu li o livro do Júlio, que nunca ouvi falar na minha vida antes. Eu precisava dele e ele (o livro) lá na minha estante parece que brilhou para mim e foi perfeito. Caí na leitura e devorei o livro em horas. 


Acho que o que mais gostei foi aparentar ser um ciclo: teve um término, um luto, um recomeço, um reconhecimento de onde erraram e a maturidade de lidar com tudo. Eu poderia ter escrito, uma amiga, um colega ou você que está lendo, já que ninguém está imune de se relacionar, e quando uso esse verbo, não quero limitar ao romântico / sexual, mas a amizade e afins também.
Eu não preciso de você. Este desprendimento me permite te deixar habitar em mim sem que o sentimento seja nocivo.
O livro é uma viagem entre conhecer, acertar, errar e tentar corrigir. Não deu certo? Tentar de novo. E em especulações sobre amor, relacionamentos e crescer. Talvez por isso eu tenha gostado dele... É uma amostra de sentimentos reais e não só focados em amor, violência, tristeza ou com grandes lições de moral que acabam me irritando.
Foi a primeira vez que li o Júlio, mas talvez não seja a última e se eu pudesse classificar o livro aqui com algo além de estrelas, daria cinco corações. 💓💓💓💓💓


Até onde o amor alcança
Autor: Júlio Hermann
Editora: Faro
Lançamento: 27 de março de 2019
Modelo / páginas: Físico / 176 páginas
Compre na Amazon
Sobre o Júlio:
Júlio Hermann é autor também de "Tudo que acontece aqui dentro" e não tem medo de colocar o dedo na garganta e vomitar cada uma das coisas que sente e observa. Produz conteúdo literário, ministra palestras e acredita que todo rosto pode contar uma história interessante.
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar." Contato: umapamplona@gmail.com

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As