Resenha | A Ilha da Serpente - Igor Quadros



“ Ela fizera sua escolha e, assim que desembarcou da canoa notou que as coisas
se transformaram. A água virou terra, onde ficava a areia branca cresceram grandes
árvores e no lugar das pedras surgiram várias folhas mortas. Ela sabia que aquilo era o adeus para a ilha.
Quando chegou na sua casa, ouviu vários gritos e, embora lamentasse, estava
feliz. Já não precisava das muletas.”
Sinopse:Uma menina encontra uma serpente gigante que se diz ser capaz de realizar qualquer desejo. Mas para isso, durante quatro dias, a criança precisa embarcar toda manhã para dentro de uma ilha. Um lugar mágico, diferente de tudo que a menina jamais imaginou encontrar. Contudo, a cada dia a missão fica mais difícil por causa de um antigo conhecido. Será que a menina realizará o seu desejo? E será que a Serpente, de fato, é confiável?
Eu sempre fico encantada com a escrita do Igor, é muito boa, sem atropelos de ações dos personagens, a linguagem tem seu regionalismo, gosto mais ainda. É uma leitura sossegada e tranquila, também depende das histórias dele. Não é à toa que ele ganhou o prêmio de literário 2020: Melhor Escritor de Terror da Academia Paraense de Letras e Artes.

Me surpreendi! Um conto muito bom,por sinal! Uma Serpente, uma ilha mágica e uma garotinha. Mas, não é um conto de fadas. É através daquele incômodo chamado “egoísmo” que nos persegue. Uma escolha essa garota deve fazer para ser feliz, não quer mais ter uma vida que os pais prefiram seu irmão mais novo a ela. Talvez um egoísmo bobo de criança. Que alguém ganha um presente melhor do que o outro, e tudo ficaria bem se os pais conversassem mais com os filhos sobre o assunto, assim não teria esse sentimento ruim dentro de si, acumulando para ficar pior. 

Quando a garotinha conhece a Ilha mágica fica encantada. E eu também. Claro que a menina fica chateada, porque seu irmãozinho acaba seguindo-a até a floresta, e descobre sobre a serpente, a ilha mágica. A garotinha fica zangada, porque aquilo era segredo só dela, e demais ninguém. Ah! O egoísmo aparece mais forte, e ela vai ter que compartilhar tudo com irmão. Até o seu desejo que a Serpente falou que ela poderia ter. Será? Todos seres da Ilha sabem que ela não gosta do irmão, e se tem um desejo há uma troca para poder realizá-lo. Esqueci de dizer que a garotinha usa muletas. E é justo que seja seu desejo não usá-las mais. Tem uma regra que a Serpente fala que ela deve passar uma hora durante quatro dias na ilha mágica. 

Uma reflexão paira na cabeça da garotinha: O seu pedido será realizado, mas terá que fazer uma troca. Receberá o seu desejo, mas o seu irmão ficará na ilha para toda eternidade. Ela só tem uma escolha. Gostei do final, fiquei pensativa depois. Qual foi a escolha dela? Até a próxima! 

Depois da leitura: 


A Ilha da Serpente
Autor: Igor Quadros
Editora: Publicação independente
Lançamento: 2020
Modelo / páginas: Digital / 14
Igor Quadros :
NNascido em Belém do Pará. Formado em ciência da computação e jogos digitais. Autor do romance “ O Livro de Almas - Os dois herdeiros”, as antologias “ Noites sombrias” e “ Confraria do horror”, além de vários contos publicados online.
TAGS: ,
Andrea Machado
PUBLICADO POR

"Sou altruísta, um pouco louca ( do bem), tenho poucos amigos, adoro irritar as pessoas, meu humor é considerado “negro”. "

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As