Resenha | Escrito em algum lugar - Vitor Martins



Será que tem idade para correr atrás dos sonhos?

Sinopse: O show mais aguardado do ano! Pelo menos para Antônio, um jovem de 26 anos que não sente vergonha nenhuma em virar a madrugada na rua para conseguir comprar um ingresso para o show de retorno da sua boyband favorita. A noite está fria, os fãs são barulhentos e a calçada está longe de ser confortável, mas quando o acaso coloca Gustavo ao seu lado, passar quinze horas em uma fila não parece mais uma ideia tão ruim assim.Escrito em algum lugar é um conto inédito de Vitor Martins, autor de "Quinze dias" e "Um milhão de finais felizes".
Quando eu estou precisando de uma história curtinha que vai me deixar com o coração aquecido e feliz por ter lido, sempre corro para um dos contos do Vitor. Aconteceu com "20 bombons de banana", "Estrela cadente" e agora com "Escrito em algum lugar". Como uma boa Vitor Stan estava meio que em falta com essa leitura, eu tive a oportunidade de ler na fila da CCXP de 2019 (coincidências ? talvez.) mas a vontade não veio, e quando a minha ressaca terminou corri para ele e foi exatamente o que eu precisava.
Cada lugar onde você deposita seu amor e sua dedicação acaba se tornando um pouquinho de quem você é. E eu tenho certeza que a junção de tudo isso te transformou numa pessoa extraordinária!
Antônio tem 26 anos e vê a oportunidade de conhecer a boy band que é fâ pela primeira e quem sabe ultima vez, só que tem um detalhe todo o fandom atual da banda não deve ter mais de 18 anos e nenhum dos seus amigos topa o acompanhar na fila para compra do ingresso. Porque né, quem já se viu alguém de quase trinta anos se prestar a isso (ahhhh me poupe!).


Ele se sente totalmente deslocado mas não vai deixar passar mais uma vez a oportunidade de conhecer os seus ídolos, e mesmo que seja julgado ele precisa viver essa experiência nem que seja uma única vez.

Totalmente solitário na fila ele começa a bater papo com Gustavo, um cara enorme que está igualmente deslocado no meio de tantos adolescentes adolescentes juntos.

No meio de uma conversa e outra, uma compra de jantar, eles passam noite a dentro conversando, se conhecendo um pouco mais  e descobrindo afinidades além da boy band. Mas E aí? Será que tudo isso é coisa da cabeça fanfiqueira do Antônio ou será que está rolando mesmo um clima entre ele e o Gustavo?

Como todos os livros do Vitor já publicados o conto é cheio de referências a cultura pop, e quem é fã e um pouco Geek vai ficar feliz com algumas dessas referências.
Acho que a magia das fanfics está exatamente aí. Em imaginar seus ídolos em situações que seriam completamente clichês se acontecessem com qualquer pessoa, mas que se tornam especiais porque acontecem com pessoas que você já conhece e ama.

 
Essa foi uma leitura engraçada e muito reflexiva, onde faz você entender que tudo o que você gosta de certa forma, faz parte de quem você é, por isso não tem o porquê sentir vergonha de realizar aquilo que tem vontade.

Falar sobre um conte é sempre complicado para não dar spoilers e esse tem uma reviravolta que pelo amor de Deus, eu já estava em crise porquê não ia finalizar como eu queria.

Mas leia e me conta como foi a experiência, porquê vocês sabem eu sou suspeita para avaliar os livros do Vitor kkk.

Beijos e até a próxima!

Escrito em algum lugar
Autor: Vitor Martins
Editora: Publicação independente
Lançamento: 2019
Modelo / páginas: Digital / 49
Vitor Martins :
Vitor Martins é apaixonado por livros, filmes, séries e pizza. Ele mora em São Paulo com seu namorado e seus dois gatos insubordinados e acredita que, dentro de cada um, há um milhão de finais felizes esperando para acontecer. Vitor é o autor de Quinze dias e Um milhão de finais felizes.
TAGS: ,
Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As