Resenha | A Espera do coração, de Shari J. Ryan


Até quando você esperaria pelo seu amor?

Sinopse: "Hora da morte ...", disse o médico.Não esquecerei o momento em que olhei para Ellie - a palidez de suas bochechas rosadas, a tonalidade azul que reveste seus lábios perfeitos - a mulher com quem eu estive desde os cinco anos de idade. Minha esposa. Minha melhor amiga... e a mãe de nossa filha recém-nascida.
Você me prometeu que ficaríamos juntos para sempre - eu queria dizer a ela. Ela me prometeu para sempre - eu disse a mim mesmo. Sua eternidade acabou aos vinte e cinco.
"Você precisa se despedir ...", disse o médico.
Como digo adeus à única pessoa na minha vida a quem nunca consegui dizer adeus?
Meu corpo está entorpecido e meu coração dói. Dói como se alguém o tivesse arrancado do meu peito. O que é irônico...
“Vamos remover o coração dela agora, Hunter. O desejo dela era doar ”, disse o médico.
Ela nunca me disse isso.
Ela nunca me disse que outra mulher continuaria com seu coração batendo no peito.
Ela nunca me disse que essa mulher me conhecia e não me deixou conhecê-la.
Ela nunca me disse se eu deveria seguir o coração dela, ou se eu deveria seguir o meu.
Ela sabia. Ela poderia ter me falado...
Como eu começo a falar do Hunter sem te dizer que eu queria enfiar a mão na cara dele pela maior parte do livro? Paizão? Sim. Maridão da Ellie? Sim. É isso. A gente começa a acompanhar a história do Hunter, que estava prestes a ser pai com o amor da sua vida, a Ellie, só que durante o parto há complicações e Ellie morre. É uma maneira bem chocante de começar um livro pois eles parecem um casal perfeito e você já se vê shippando os dois, só para ter o tapete tirado debaixo dos seus pés logo nas primeiras páginas.
A vida é como uma flor desabrochando, com cada pétala se elevando ao longo do tempo.
Crédito foto aqui.
Uns para uns anos depois e temos Hunter vivendo como um pai solteiro. Ele vive para Olivia, sua filha, e apesar de toda rede de apoio do irmão e dos pais dele, ele se fechou para o mundo. Mesmo contra sua cabeça, ele conhece Charlotte, sua vizinha, que também tem uma filha que acaba se tornando melhor amiga de Olivia. Ele também conhece a receptora do coração de Ellie. A partir dessa introdução, vamos acompanhar quase um ano na vida dessas pessoas. Um ano decisivo de cura e conhecimento de Hunter. 
O luto é como uma cicatriz, você pode cobrir tudo como quiser, mas sempre estará lá.
  
Crédito imagem aqui.
A minha questão aqui é que não só demora para o Hunter tirar a cabeça do próprio rabo como as pessoas ao redor dele não deram uns tapas nele. Sim, ele se envolve com Charlotte, mas ele sente que seu relacionamento com qualquer mulher que não fosse a Ellie seria traição, o que é uma noção absurda porque esse cara jovem, de seus trinta anos, viúvo, acha que morreu para o mundo, que ele não merece mais felicidade. E ainda se cria um triângulo amoroso (deusa sabe que eu ODEIO triângulos amorosos) com a mulher que recebeu o coração de Ellie, doado quando ela teve morte cerebral.... Resumo? Eu queria arrastar a cara de Hunter no asfalto quente! Que homem indeciso. 
Não teve beleza no amor que a escritora colocasse, eu não consegui sentir que definiria esse homem como book boyfriend, sabe? O que é uma pena, mas talvez fossem as minhas expectativas falando algo demais já que a capa estava com vibes "paizão", mas isso ele é um bom pai mesmo.
Um ponto positivo: as envolvidAs no triângulo não apelaram para rivalidade feminina. Tudo na educação, na paz da deusa. Não teve picuínha por causa de macho. 
Até rolar um pouco de paz e a cura realmente de Hunter em poder dizer adeus à Ellie de vez, tem muito choro! Isso eu não posso negar também. A autora trabalha em tentar te desidratar na base do choro (amo). 
Talvez eu desse uma nota maior se o livro fosse menor (a ironia, meu pai). Talvez seja um caso de quanto mais simples, melhor, e se as pessoas fossem mais verdadeiras, tanto sofrimento poderia ter sido evitado para algumas pessoas nessa trama.


A espera do coração
Autora: Shari J. Ryan
Editora: Cherish Books
Lançamento: 26 de fevereiro de 2020
Modelo / Páginas: Kindle / 318 páginas
Compre na Amazon / Disponível no Kindle Unlimited
Sobre a autora Shari J. Ryan:
Shari J. Ryan é uma escritora de ficção feminina, romance contemporâneo e comédia romântica. Nos últimos sete anos de sua jornada de escrita, Shari escreveu mais de vinte romances com carga emocional, variando de romances da Rockstar e romances médicos a ficção histórica. Shari está felizmente casada com seu próprio super-herói - um ex-fuzileiro naval que inspirou muitas de suas histórias. Juntos, eles têm dois lindos meninos. A imaginação ativa de Shari permite que ela crie personagens com profundidade e emoção crua, enquanto viajam para um feliz para sempre.
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar." Contato: umapamplona@gmail.com

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As