Resenha | Corrupt, de Penelope Douglas


Algo te persegue quando você não presta atenção.

Sinopse:
Erika
Sempre me disseram que os sonhos eram os desejos do nosso coração. Meus pesadelos, no entanto, acabaram se tornando minha obsessão.
O nome dele é Michael Crist.
O irmão mais velho do meu namorado se parece com aquele tipo de filme de terror, onde você cobre o rosto com as mãos, mas espia por entre os dedos. Ele é lindo, forte, e totalmente assustador. Sendo uma estrela do basquete profissional, assim como foi no time da faculdade, ele estava mais preocupado com a sujeira em sua sola de sapato do que comigo.
Mas eu o notei.
Eu o vi e ouvi. Todas as coisas que fez, as façanhas... Por anos, apenas roí minhas unhas, incapaz de afastar o meu olhar.
Agora estava recém-formada no ensino médio e a caminho da faculdade, mas nem assim deixei de observar Michael. Ele é mau, e toda as coisas ruins que vi já não podem permanecer apenas em minha mente.
Porque ele finalmente percebeu minha existência.
Michael
O nome dela é Erika Fane, mas todos a chamam de Rika.
A namorada do meu irmão sempre frequentou minha casa, desde criança, e sua presença era constante à mesa do jantar. Todas as vezes que eu entrava na sala, ela abaixava o olhar, e mantinha-se imóvel quando eu me aproximava. 
Sempre pude detectar o medo que a rodeava, e mesmo que nunca tenha possuído seu corpo, eu sabia que possuía sua mente. E aquilo era tudo o que eu queria, de qualquer forma.
Até que meu irmão se alistou no serviço militar, deixando Rika sozinha na universidade.
Na minha cidade.
Desprotegida.
A oportunidade era boa demais para ser verdade, assim como o momento. Porque, sabe... três anos atrás ela colocou alguns dos meus amigos do colégio na cadeia, e agora eles estavam em liberdade.
Nós esperamos. Fomos pacientes. E agora... cada um de seus pesadelos se tornaria realidade.

Eu queria entrar em um pequeno problema. Eu queria pegar chuva, achar algo que fizesse meu coração bater novamente, e eu queria saber o que não ter ninguém para me pegar.
Eu definitivamente fui contaminada pelo PenelopeDouglasVírus e é fatal, gente. 
Esse foi o segundo livro que li dela (as resenhas aqui no Pausa não estão em ordem de leitura) e se paro para pensar no livro eu fico tomada pelos sentimentos de raiva, indignação e curiosidade. Esse último, obviamente, o responsável por eu continuar lendo essa mulher.
Nesse livro, mais um new adult meio dark, mas vocês me desculpem, eu não posso chamar o livro de Dark Romance como algumas leitoras chamam. Ele é Dark e pronto e já deixo aqui os avisos:
GATILHO: Abuso emocional, violência. Melhor para um público acima de 18 anos.

Foto via Booking
Em Corrupt nós vamos acompanhar Rika (apelido de Erika). Uma jovem prestes a ir para universidade, longe de sua mãe e da alta sociedade onde foi criada.
Vou colocar um contexto social dos personagens aqui: Imagina um bando de jovem a la a parte rica de Gossip Girl.
Bem, Rika está indo embora do mundo no qual cresceu. A cidadezinha conhece sua família, ela tem a fama de boazinha e perfeita. É difícil sair da linha. Devido às condições emocionais de sua mãe, Rika passa boa parte do tempo com a família Crist*, igualmente cheia do dinheiro. A sua vida está tão intrincada com a da família vizinha que quem cuida dos negócios deixados por seu falecido pai é o Sr. Crist e ela namora Trevor Crist.
Trevor não fazia meu coração bater tão forte que eu sentia como se estivesse em uma maldita montanha-russa. Ele não estava nos meus sonhos e ele não era a primeira coisa que eu pensava quando acordava.
Ao chegar na nova cidade, ela se dá conta que alguém ainda está tomando decisões por ela: o o apartamentinho que havia alugado agora é quase uma cobertura, espaçosa, com semi-mobiliada e com todos os apetrechos que poderia precisar para começar uma vida sozinha. Rika ainda vive com o dinheiro da família, mas se acha A independente e é aí que está seu erro.
Xadrez me ensinaria estratégia, esgrima me ensinaria sobre a natureza humana e auto-preservação, e dança me ensinaria sobre meu corpo. Tudo necessário para uma pessoa bem equilibrada.
Há anos atrás Rika foi testemunha vital em uma ação criminal que colocou três jovens de famílias riquíssimas como a sua na cadeia. O único a se livrar das grades foi Michael Crist e após os três cumprirem suas sentenças, o plano de Damon, Kai, Will e Michael será se vingar de Rika e eles não descansarão enquanto não quebrarem a jovem. O que eles não contaram é que sob a imagem de menina perfeita, Rika tem coragem e perseverança. Ela saber reagir.
Começa um jogo perigoso de gatos e rata, de chantagem emocional, psicose e sociopatia que só a Penelope sabe escrever. Aí é que mora o "perigo". Apesar da escrita viciante da autora, mais uma vez eu não posso descartar o ranço absurdo que ganhei desses homens e alta-sociedade apresentada aqui. Uma coisa que eu posso te dizer é que Douglas não escreve de um lugar comum e não se preocupa com a tua ansiedade. Ela parece ansiar pelas tuas páginas viradas, pelo teu vício na obra dela.
Quando seus inimigos não sabem seus limites, eles não te pressionam.
Foto via Donegal News
Claro que na história há sei lá quantos plot twists e apesar de ter sido envolvida pelas palavras e trama, não consegui torcer pelo casal principal. Sim, há envolvimento de Rika e Michael. A sementinha da atração rola desde o primeiro capítulo, só que ele era mais velho (alguns anos) que ela e se segurou até "poder" fazer algo, mas ele está envolvido na vingança contra ela e lealdade para com seus amigos. O jeito que ele quase destrói a vida de Rika simplesmente pelos amigos (que nem certo estavam de tramar a vingança!) que são tão mimados e filhos estragados do patriarcado não me deixa nenhuma vontade de shippar. Apenas, se fossem pessoas reais, deixaria o conselho para todos procurarem uns psicólogos, irem se tratar, criar umas suculentas e fazerem trabalhos voluntários.
Todos estivemos tão sozinhos e tão perdidos, andando sem direção porque nenhum de nós admitia isso - que não só não estamos sozinhos, mas não podíamos ser felizes sozinhos.
A editora brasileira da série Devil´s Night, do qual esse é o livro UM, aparentemente comprou a série toda e começa a publicar esse ano. Para quem curte passar uma raiva com os machos literários, fica aí a dica e também deixo outra: NÃO BAIXE A CABEÇA PARA HOMEM NENHUM.

Nota da colaboradora: Li o livro em inglês e todas as citações foram traduzidas por mim para essa resenha.
* Crist, do inglês para o português, é Cristo.


Corrupt
Livro Um da Série Devil´s Night
Autora: Penelope Douglas
Editora brasileira: The Gift Box
Lançamento: EUA (2015) / Brasil (2020)
Modelo / Páginas: Kindle / 461
Compre na Amazon o ebook em inglês ou na The Gift Box em português
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar." Contato: umapamplona@gmail.com

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As