Resenha | Como um mar de rosas, de L. K. Farlow


Dois corações partidos podem achar força um no outro?
Sinopse: Myla Rose McGraw pode ter somente vinte anos, ser solteira e estar grávida, mas não é uma donzela em perigo. Ela não precisa de um homem em sua vida. Afinal, sua avó lhe ensinou que quando o destino lhe der limões, você deve fazer uma limonada.Então ela conheceu Cash Carson, que se recuperava de uma traição. Para ele, jurar amor eterno a uma mulher não levou a nada além de dor e infelicidade, o que o obrigou a seguir em frente sozinho.
Até que uma linda ruiva do sul surge em sua vida.
Se a melhor escolha era fugir do amor, por que seu coração batia mais rápido toda vez que Myla Rose sorria com tanta doçura?
Ele não era um cavaleiro de armadura, e ela não precisava ser salva.
Mas... caramba, Cash queria tentar, de qualquer maneira.
Não se engane pelo título, até as coisas se acalmarem tem muuuita treta entre Cash e Myla, mas calma... Estou me adiantando.
Ei você, que está em uma ressaca literária e curte um romance BEM água com açúcar... VEM que esse é teu livro. Esquece que ele se vende como conto de fadas moderno, pois, quem ainda quer ser princesa? Tal qual Myla, eu quero é ser rainha.
Algumas pessoas simplesmente têm um coração repleto de caos.
Bem, Cash está prestes a fazer algo importante: pedir a mão de sua namorada de anos em casamento, mas ao chegar em casa, o que ele encontra é a tal namorada em cima de um completo desconhecido. E pior: o cara não faz ideia que a bonitinha tinha namorado de anos. Ela falava que Cash era apenas seu irmão. Com a confiança destruída, ele se muda para a cidadezinha na qual mãe, irmão e amigos moram e recomeça a vida lá.
Myla morou a vida toda no Mississipi e é o clichê da cidade: vinte e poucos, não terminou a faculdade e está grávida, assim como sua mãe e a mãe de sua mãe. Criada pela vó ao ter sido abandonada quando criança pela mãe, ela leva a vida como pode, mas a notícia de que vai ser mãe, de seu namorado de um bom tempo, é levada até com positividade, até que o cara lhe deixa. Ok. Vida que segue, afinal, antes só que mal acompanhada, não é? Mas a vida tem um jeitinho de fazer as pessoas se aproximarem, não é? Uma esbarrada no supermercado é tudo que precisa para olhos se cruzarem e atração começar, coloque aí uma pitada de intromissão dos amigos e BAM. 
Olha... Foi difícil, viu? Os dois tentaram uma, duas vezes em encontros e toda vez acabava com desencontros (digamos "mentais"), mas quando o romancinho começa.... Ah, que delícia.
...Eu odeio vê-la partir, mas também amo vê-la partir...
Eu estressada lendo o povo se meter na felicidade deles
A gente sabe que o Cash tem suas questões de confiança e que Myla agora é um pacote (só vai topar romance com alguém se essa pessoa aceitar seu filho e sua nova vida), então têm muitos percalços a serem vencidos. E menos de 300 páginas há muitos desentendimentos dos dois, mas calma que esse livro tem selo FELIZES PARA SEMPRE. A maioria dos problemas é por interferência de outros. Sabe quando parece uma questão de "miséria gosta de companhia"? Que há aquelas pessoas que não podem ver ninguém felizes? É o caso de muita gente ao redor de Myla e Cash, mas a L. K. (primeira vez que li algo dela) não brinca em serviço e trata de tirar essa gente horrorosa do caminho.
Eu sinto que qualquer coisa que eu conte além da trama e como eles lidam com seus vários encontros e desencontros seria um spoiler gigante, então me encerro por aqui com apenas essa dica de: se joga no água com açúcar e na diversão inofensiva.

Como um mar de rosas
Autora: L. K. Farlow
Tradutora: Bianca Carvalho
Editora: Cherish Books
Lançamento: 20 de Janeiro de 2020
Modelo / páginas: Kindle / 280
Compre na Amazon
Sobre L. K. Farlow:
Esposa, mãe, escritora de palavras, bebedora de café.
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar." Contato: umapamplona@gmail.com

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As