Resenha | Mais que amigos, de Lauren Layne


Amizade tem limite? Amor é a amizade que pegou fogo?
Sinopse: Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível? Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento. Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro ― pelo menos não para se envolver. Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… certo?
Um dos meus plots favoritos de romance é essa de "friends to lovers" (amigos para amantes). É aquele joguinho antes de gato e rato onde os dois estão se rondando há sei lá quanto tempo e se amam. É bem óbvio que esse livro tem aquele selo FELIZES PARA SEMPRE todo estampado, não é?
Bem, esse livro é meu segundo contato com a escrita da Lauren (o outro que li nem foi publicado no Brasil) e gostei muito. No começo é mais lento que corrida de lesma, mas quando a gente pega a rotina do Ben e da Parker, as coisas fluem!
Os dois são amigos desde a faculdade e durante a mesma decidiram morar juntos desde então. Claro que o Ben é o estereótipo do solteirão desleixado, mas protetor, enquanto Parker é a esforçada, com namorado fixo há anos, que tem no Ben um irmãozão. Mas não há ninguém cego nessa parada aqui. As regras da casa são fixas e a não-falada, mas sempre cumprida é a de serem apenas amigos. Nada de pegação. Nada de desvios. Nada de cair em tentação... E há muitas tentações no caminho porque os dois são jovens, lá com seus vinte e poucos, cheios de hormônios (leia-se FOGO NO RABO).
Tudo está na santa paz dos colegas de casa, até que Lance, o namorado de Parker, termina com ela. Ela já havia reparado em uns sinais de afastamento, mas tentou uma noite de sedução que terminou em muita choradeira, champanhe (vai saber Jesus essa mulher gosta disso) e striptease inusitado na frente de Ben (que foi um santo respeitador), mas depois da choradeira veio o ódio, com o ódio vem a ousadia e Parker decide aproveitar seu novo status de solteira e sair à caça de algo casual.
Após várias tentativas tentando aprender com Ben e uma leve psicologia reversa por parte de Parker, ela consegue convencer ele a tentar algo casual (e monogâmico) com ela.
Entenda você, querida leitora, o Ben é um piranho de primeira classe. Pescar um peixe assim exige manha... E assim, Parker consegue tirar o atraso (esse mesmo!), se satisfazer (e muito) com Ben e sem abalar as estruturas da amizade com ele.
Tudo certo. Final feliz, não é?
Rapaz... A raiva que me deu quando Lance (sim, o cara que deu um fora nela) volta querendo seu lugar de namorado e abala os MAIS QUE AMIGOS. #soconapoc
Nos percalços do relacionamento (e eventual afastamento) dos dois, tem reconhecimento de algo a mais, um envolvimento tão gostosinho de ler que dá vontade de reler.
Indicadíssimo para quem precisa acreditar que família e amor é mais do que vemos na superfície.


Mais que amigos
Série Love Unexpectedly
Autora: Lauren Layne
Editora: Paralela
Lançamento: 13 de Abril de 2018
Páginas: 256
Compre na Amazon
Sobre a Lauren:
Adora escrever comédias românticas. Vive em NY com seu marido.
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar." Contato: umapamplona@gmail.com

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As