Vi na Netflix | Dois Papas


"Como Papa lembre-se, você não é Deus, e sim humano."

Sinopse: Buenos Aires, 2012. O cardeal argentino Jorge Bergoglio (Jonathan Pryce) está decidido a pedir sua aposentadoria, devido a divergências sobre a forma como o papa Bento XVI (Anthony Hopkins) tem conduzido a Igreja. Com a passagem já comprada para Roma, ele é surpreendido com o convite do próprio papa para visitá-lo. Ao chegar, eles iniciam uma longa conversa onde debatem não só os rumos do catolicismo, mas também afeições e peculiaridades da personalidade de cada um.

Já fazia um tempo que não vinha escrever por aqui. Simplesmente pelo fato de nada tivesse mexido comigo ao ponte de precisar ter essa nossa boa e velha conversa. Tinha pensado em gravar um vídeo, mas sinceramente, aqui é o melhor lugar para falar sobre "Dois Papas".

Antes de qualquer coisa, vá de mente e coração aberto assistir o longa, ele não vai "pregar" sobre nenhuma religião. O principal ponto da história é sobre religiosidade e sobre onde você pode encontrar Deus em todas as suas formas.


A delicadeza e simplicidade dão o tom da história. Jorge Bergoglio é um cardeal argentino que está decidido a pedir a aposentadoria, depois de inúmeras cartas enviadas ao Papa Bento XVI, todas sem resposta ele vai por conta própria ao Vaticano ter um conversa definitiva com ele. Ele não espera que finalmente o próprio Papa já está a sua espera, onde os dois vão ter uma das conversas mais emocionantes que eu já vi no cinema.

Durante toda a conversa você consegue ver a personalidade de cada um, e fatos importantes da história que muitas vezes foi importante para moldar essas personalidades. Um filme muito linear, porém que não perde o ritmo em momento algum intercalando sempre drama e humor com leveza e muita elegância, fechando com atuações impecáveis de Anthony Hopkins e Jonathan Pryce. Onde muitas vezes você não vai conseguir segurar a emoção (eu chorei muito).




O maior acerto do Fernando Meirelles foi ter feito uma obra acessível ao grande público, isso fica muito claro na narrativa dele. Em alguns momentos chega a ser uma declaração de compaixão para quem carrega o fardo da culpa nos ombros, e durante a narrativa, vai estar presente o perdão e a possibilidade de futuro.

Dois Papas
Direção: Fernando Meirelles
Roteiro: ANTHONY MCCARTEN
Lançamento: Dezembro/ 2019
Duração: 2h 06m
Elenco de Dois Papas:
Anthony Hopkins, Jonathan Pryce, Juan Minujin
Carol Lima
PUBLICADO POR

Adoro um bom drama, e costumo dizer que se eu não chorar em alguma parte do livro não valeu a pena. Costumo ler de tudo um pouco, porém tenho um fraco por romance.

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As