Resenha | Nunca me deixe, de JJ McAvoy


Para ganhar algo, às vezes temos que deixar algumas coisas para trás.

Sinopse: Dorian Rhys-Gallagher acabou de perder o irmão gêmeo, Donovan, pelo mesmo vício que matou seus pais. Em seu leito de morte, Donovan confessou ter abandonado a então namorada, Luella “Lulu” Thorne, há cinco anos quando contou que estava grávida. Drogado e bêbado na época, ele partiu seu coração, roubou todas as economias dela e a abandonou sem dizer nada.
Acostumado a consertar os erros do irmão, Dorian tem como missão encontrar Lulu e a criança que ele deixou para trás. O que não esperava encontrar era... Lulu, que levada pelas atitudes do irmão, precisou se tornar uma acompanhante de luxo. Uma que conheceu e por quem tinha se apaixonado.
Com tantos obstáculos entre eles, o verdadeiro amor triunfará?
Gente de deus.... Raramente eu recebo um livro (de parceria) que vá direto ao assunto (sexo) mesmo. Logo nos primeiros capítulos Nunca me deixe te pega porque não tem aquele "vamos ver no que vai dar" dos dois se conhecendo, ou indo de inimigos a inimigos e tal... Não, Dorian e Lulu se conhecem pela primeira vez no velório do irmão dele e os dois se usam como válvula de escape para suas dores. 
Um homem que paga por mulheres é muito pior do que a mulher que tem que se vender.
Deixa só eu te falar sobre o Dorian. Ele não é simplesmente o ricaço dos outros livros. Ele tem plena consciência que muitas vezes ele é um babaca, um tubarão no mundo corporativo, mas que pelo seu histórico com a sua família, mal se permite deixar alguém entrar em sua vida e a certos prazeres. Ele sente a solidão bem fortemente. Afinal, o topo pode ser um lugar solitário.
O último pedido de seu irmão é que Dorian conserte seu erro com Lulu e seu filho pequeno, a quem abandonou há anos atrás. Ele vai atrás da moça, que sonha em ser chef, mas ainda tem laços sendo garota de programa para cuidar de seu filho, que nasceu surdo e necessitou desde cedo de cuidados especiais.
Você não tem ideia de como é bom acordar e saber que não está sozinho. Saber que alguém ama você, precisa de você, quer você. É viciante.
Ele "aluga" Lulu por uma semana para conversar com ela e lhe dizer que sua vida vai mudar: seu irmão quis reparar seus erros e lhe deixou uma quantidade mais que razoável de dinheiro, o suficiente para ela não trabalhar mais nessa carreira degradante e conseguir prestar todo apoio a seu filho e suas necessidades, mas sem conseguir esquecer aquelas horas de conexão quente, rever um ao outro se torna uma sessão de déjà-vu mais que bem vinda nos dois se perdendo um no outro.
Apaixone-se por mim. Seja obcecado por mim. Me respeite e se preocupe comigo. Fique louco de saudade quando eu não estiver por perto. Me mostre seu melhor e o seu pior. Me diga que é seguro eu me apaixonar por você.
Claro que tem gente querendo separá-los, uma secretária e melhor amiga dele que esconde sua paixonite, uma cafetina desgraçada e os ricos malditos que pensam que nasceram com o rei na barriga. O laço mais fácil e lindo desse livro é a conexão imediata dos três, Dorian, Lulu e Alaric (filho de Donovan, o irmão falecido de Dorian, com Lulu). Inclusive digo que uma das estrelinhas dessa resenha é exclusiva dos topos dos pontos de vista, com linguagem de sinais representando os nomes dos personagens.
É difícil não se apaixonar pela história de J.J. e eu nunca tinha lido nada da autora, mas você se vê tão loucamente apaixonado como os personagens, e claro, querendo uma paixão dessa também na vida real. Sera tão difícil organizar isso aí, Destino? 
Então fica a minha dica para quem está a procura de um romance de colocar as mãos no peito e "Ai, senti o impacto, mana".



Nunca me deixe
Autora: J. J. McAvoy
Tradutora: Samantha Silveira
Editora: The Gift Box
Lançamento: Dezembro de 2018
Páginas: 251
Compre na Amazon em ebook ou físico
Sobre a J. J. McAvoy:
É alguém de 20 e poucos anos que nasceu em Montreal, mas está em Virginia fazendo faculdade só não sabe em que graduação ainda. É escritora, se denominou chef e entusiasta de filmes.
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar."

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As