Resenha | No Badalar da Meia-Noite, de Tara Sivec


Uma princesa vai aprender que está na hora de sujar as mãos...

Sinopse: Era uma vez, Cynthia, a perfeita dona de casa. Entre ser a presidente da Comissão de Eventos da Vizinhança e manter a casa sem um fio de cabelo (ou suas pérolas) fora do lugar, sua vida era o sonho que se tornou realidade. O marido fora seu cavaleiro de armadura brilhante, mas agora ele tinha fugido com todo o dinheiro deles... e com a babá.
Vestida como princesa na festa anual de Halloween do bairro de Fairytale Lane, ela conhece duas "princesas" que também enfrentam problemas financeiros: Ariel, a dona de uma loja de antiguidades, e Isabelle, uma bibliotecária que mora no porão do pai. Quando as mulheres são convidadas a vestir suas fantasias em uma festa e são confundidas com strippers, Cindy, Ariel e Belle percebem que uma mudança na carreira poderia ser a melhor maneira de fazer seus problemas desaparecerem.
Mas poderia uma recatada Cindy se aproximar de um pole dancing sem seus paninhos de limpeza? E poderia o "anti-príncipe" de olhos azuis que apareceu no caminho de Cindy ser seu final feliz? No Badalar da Meia-Noite é uma hilária e empoderada história onde princesas podem salvar a si mesmas abalando em seus stilettos.

Como postamos lá no insta do Pausa, finalmente chegou a resenha de No Badalar... E, meus amores, que livro mara! Eu já tinha ouvido falar porque stalkeio a Tara desde Malícias e Delícias e achei a premissa de The Naughty Princess Club muito engraçada. Lá fora já está no terceiro livro, mas ter lido esse já me surpreendeu. É uma série e não tem vibes de standalone (que pode estar no mesmo universo, mas pode ler separadamente), pois há muita ação entre Cindy, Ariel e Belle nesse livro.
Então... A Cindy (oi, Cinderella) é uma dona de casa que está à beira de perder um parafuso! O marido a deixou há meses atrás após fugir com a babá da filha deles e deixar um rombo na empresa dos próprios pais alegando que a Cindy tinha ficado com o dinheiro. Brian é o nome do embuste dos infernos! 
- Parece que fomos para a guerra de princesas.
- Não, parece que sobrevivemos a uma orgia de princesas.
Um belo dia bate uma ruiva com um vestuário bem diferente do que é habitual em Fairytale Lane: roupas coladas e olááá, peitos! Ariel é sua vizinha e chega para lhe informar que Brian lhe passou DST. O stress de Cindy vai às alturas e ela acaba desmaiando... Ah, você precisa entender que Cindy é uma mulher que tem uma origem bem white trash (pobre) e viu em Brian o cavalheiro perfeito para um mundo melhor, com direito à felizes para sempre... ou, pelo menos, a idéia do FPS. A Cindy que mora em nesse bairro perfeitinho é uma dama, nunca levanta a voz, está sempre um passo atrás das decisões do marido e não sabe quem realmente é, afinal, se casou jovem demais.
Cindy JAMAIS poderia ser vista ao lado de alguém como Ariel (a palavra piriguete é a que vem à cabeça e bem usada na tradução). Então quando Ariel começa a ser guia e parceira de Cindy nessa jornada pós-marido ladrão e em se reerguer financeiramente, as pessoas na vizinhança estranham.
Eles querem a excitação, a expectativa; querem toda a diversão de imaginar como você é por baixo da fantasia, mais do que querem realmente ver.
Como está lá na sinopse, em uma festa de Halloween as três (Cindy, Ariel e Belle) são convidadas para serem o "entretenimento" em uma festa de aniversário de um vizinho delas. Como Cindy o conhece e sabe que ele têm três filhas, sabe que elas poderiam ser o entretenimento perfeito com suas fantasias de princesas, mas as coisas não são bem assim, não é? Quando elas chegam lá tem um bando de macho tarado querendo que elas façam strip e essas mulheres NÃO estão preparadas para isso. Apesar de terem fugido da situação (literalmente) e ficado com um pagamento / recompensa, as três ficam com isso na cabeça: Elas precisam de dinheiro, estão desesperadas! E por que não tirar a roupa para ganhar uma grana fácil? Bem, não é tão fácil assim quando você é uma casca dura que nem a Ariel, ou não transa há três anos e se veste de terninhos e pérolas que nem a Cindy, ou é uma bibliotecária tímida que nem a Belle.
A raiva e a vergonha que sinto por perceber que me tornei essa pessoa por alguém que não se importava com ninguém, a não ser a si mesmo, fez minhas mãos tremerem.
Elas acabam tentando ajuda de PJ Charming (o aniversariante da fatídica noite do strip de princesas), que é dono de um club de strip. Ele tem um sócio chamado Eric e um segurança mau encarado chamado Fera. 
As coisas não progridem como um conto de fadas (a paixão, o problema e o felizes para sempre), já que PJ não quer suas strippers se misturando com as três, mas né... Sempre se dá um jeito para tudo e elas começam a trabalhar duro para tentar pegar as rédeas de suas vidas.
Na vida da Cindy ainda têm alguns fatores para agravar: os sogros que acham que ela roubou dinheiro, a filha adolescente que está passando por uma fase gótica e que odeia a mãe, a falta de dinheiro que o marido lhe deixou e lhe forçou a vender a mobília toda da sala para conseguir o que comer, o maldito PJ, que é tão atraente, mas quer tentar fazê-la desistir da idéia de strip a todo custo e ao mesmo tempo dar em cima dela, ela precisa ser descobrir além de mãe e ex-esposa.
A bancada da minha cozinha está cheia de Muffins da Maçã da Ansiedade, Tortinhas de Limão Mas que Porra Eu Fiz Na Noite Passada e Donuts Eu Nunca Mais Vou Beber De Novo. Recheados de glúten e açúcar.
A jornada é sempre leve e engraçada, deixando o leitor com gosto de quero mais: Quero me divertir com esses personagens!
Operação Fazer a Cindy Ser Comida está em andamento.
No fim ficam as lições:
- Se pergunte: Quem faz parte do seu Clube das Princesas Safadas? Tenha amigas maravilhosas que fiquem do seu lado nas piores E MELHORES situações;
- Almeje um parceiro (ou parceira) que lhe dê forças e lhe trate como uma deusa;
- Não baixe a cabeça para os escrotos!
- Seja você a dona da sua própria vida!

Destaque especial que TODOS os capítulos têm títulos incríveis!
Mais destaques:
- O que significa PJ? Pablo Jessabelle?
- Interações para os futuros casais (Ariel e Eric e Belle e Fera);
- Sogros - por que tão horríveis?, uma dissertação;
- Será se Cindy vai tirar o atraso e perder o medo de tirar a roupa?


No Badalar da Meia-Noite
Série: The Naughty Princess Club - Livro 1
Autora: Tara Sivec
Editora: The Gift Box
Lançamento: 2019
Páginas: 235
Compre na The Gift Box ou na Amazon
Sobre Tara Sivec
Tara Sivec é uma esposa, mãe, motorista, treinadora de torcida, treinadora de futebol, babá, pequena cozinheira gênio, e caçadora de esquilos albinos. Ela vive em Ohio com seu marido e dois filhos. No seu tempo livre ela gosta de ler, escrever e cobrir coisas com chocolate. A maioria de seu material vem de experiências da vida real com a família e amigos. Sorte para eles, os nomes foram alterados para proteger os inocentes (vulgo, bêbados). Tara também escreve sob o pseudônimo TE Sivec onde ela pode falar sério, sobre suspense e coisas nada engraçadas.
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar."

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As