Resenha | Quando a Bela Domou a Fera - Eloisa James


“ - Ela é como minha outra metade - disse Piers raivosamente, mantendo a cabeça abaixada. - Minha outra maldita metade, como uma espécie de piada que Platão inventou. Como algo que eu nunca quis e, então, lá estava ela. ” 


Sinopse: Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher.
Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas.
No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?


Começo esta resenha com uma frase: "Nada me faz correr para uma livraria mais rápido do que um romance novo de Eloisa James." – Julia Quinn. Ah! Já quero fazer coleções do livro dessa mulher. São tão românticas as histórias, os personagens...tudo. Acho que já tenho um livro favorito. Vamos conhecer uma Bela e uma Fera, que não é tão má assim. 

De cara dá para identificar que conto a Eloisa James se inspirou para escrever essa belíssima história. Confesso que achava que o Piers, se chamasse a Fera seria por causa de sua beleza. Ao contrário, ele é muito bonito, só que o problema dele é seu temperamento. Mas, nada que a nossa Bela, a Linnet mude o jeito dele de ver as coisas no mundo. 

A história começa uma confusão de Linnet com o seu pai. Ele acredita que a filha esteja grávida do príncipe. Só que ela tenta explicar que o vestido do dia do baile estava “fofo” demais. Mas, ninguém acredita. A tia dela também entra no assunto tentando ajudá-la, porém só piora mais a situação de Linnet. Com toda essa confusão, a tia dela tem a brilhante idéia de dizer que a Linnet estando grávida do príncipe, como isso mancharia a sua reputação, deveria sair do país. Se casando com a Fera. Há boatos que ele não pode ter filhos, todavia é um conde e bem rico, isso seria uma ajuda de ambas as partes. O interessante disso, é que o pai do Piers está procurando uma esposa para o seu filho. Vamos ver como destino trabalha para colocar esses dois no mesmo caminho. 

O encontro dos dois não é bem legal. Mas, aos poucos Piers se acostuma com a presença de Linnet em seu castelo no País de Gales. Um dos problemas visíveis dele, é a sua perna. Ele usa uma bengala para andar melhor. Linnet e Piers começam uma amizade, até demais. 


Piers e Linnet. 

Uma das coisas que eu gosto do romance de época é a parte do amor verdadeiro para com uma pessoa, e caso esse casal tenha alguma relação amorosa, geralmente não é explícito, como em um romance hot. No entanto, há algumas cenas muito calientes….para um romance de época. 

O casal começa a fica mais íntimo, quando Piers ensina Linnet a nadar em uma piscina natural. Ele sempre nada antes do Sol nascer. É uma terapia para a perna dele. Então, todo os dias eles tem essa atividade matinal. E ele sempre vai ao quarto dela para acordá-la.

“ - Você é um chato - Linnet informou a Piers.
Ele a tinha acordado balançando uma fita sobre seu rosto, de modo a fazer cócegas em seu nariz.
Eu trouxe chocolate quente.
Isso ajuda amenizar sua chatice - respondeu ela, sentando-se apoiada na cabeceira para tomar seu chocolate. ”

Eu esqueci de mencionar. O Piers é um médico muito requisitado na cidade onde mora. Ele não tem uma boa relação com o seu pai. Vocês vão entender no decorrer da história. Essa questão do temperamento é algo que vem crescendo desde de sua infância. O pai dele fez algo terrível, e Piers não consegue perdoá-lo, principalmente o que ele viveu com sua mãe. Então, nossa querida Bela entra como uma ajuda significante na relação de pai e filho, de esposa e marido. E Linnet não teve um exemplo de uma mãe e um pai, como casal casados. A mãe de Linnet tinha suas saídas particulares com outros homens. E Linnet via tudo isso, porém não entendia o que estava acontecendo com o casamento do seus pais. E o pai acha que Linnet é muito parecida com sua mãe, algo que ela gosta e não gosta ao mesmo tempo. Essa questão do passado,a Linnet vai ter que rever para perdoar as falhas de sua mãe. 

A história mostra muito o crescimento dos personagens, e o amadurecimento também. 


Castelo de Piers

Nem tudo é uma mar de rosas, há uma situação horrível que acontece no castelo, onde todos moram( Piers, Linnet, os pais dele, Sebastian o primo médico, e alguns estudantes de medicina, e as pessoas que trabalham no castelo) uma terrível doença se alastra a partir de uma pessoa doente que contamina os outros. No castelo, também ficam pessoas que estão doentes, como se fosse um hospital. É nesse momento que Piers pede a Linnet ir embora, ele sempre dizia que não queria casar, e ela estava ciente disso. Não vou contar muito, senão vai sair muitos spoilers aqui. 

O que eu mais gostei dos personagens é o humor crítico e engraçado,de Piers e Linnet, e claro do mordomo que é mais de que um simples empregado,é alguém que tem voz no castelo. Linnet já provou que ama Piers, agora é a vez de Piers provar o amor dele por ela, sua amada, sua bela….sua esposa?! Será?! Será que esse casal vai se casar e deixar todas as suas diferenças e seus temperamentos de lado?!

Eu amei o final, sinceramente foi lindo. Eu sempre vou lutar a favor do amor, e conseguimos ver tudo isso. Espero que vocês, leitoras e leitores gostem desse livro, como eu gostei. Até a próxima! 

Depois da leitura: 


Quando a Bela domou a Fera
Autora: Eloisa James
Tradutora: Thalita Uba
Editora: Arqueiro
Lançamento:2017
Páginas: 320
Compre na Amazon
Eloisa James
Eloisa James escreveu seu primeiro romance depois de se formar em Harvard, mas o manuscrito foi rejeitado por todas as editoras. Depois de obter mais alguns diplomas e arranjar emprego como professora especializada em Shakespeare, ela tentou novamente, dessa vez com mais sucesso. Mais de 20 best-sellers depois, ela dá cursos sobre Shakespeare na Fordham University, em Nova York, é mãe de dois filhos e, numa ironia particularmente deliciosa para uma autora de romances, é casada com um legítimo cavalheiro italiano.
Andrea Machado
PUBLICADO POR

"Sou altruísta, um pouco louca ( do bem), tenho poucos amigos, adoro irritar as pessoas, meu humor é considerado “negro”. "

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As