Vi Na Netflix| Megarrromântico


Comédias românticas e seus clichês. Quantas a nova comédia e sátira da Netflix pode ter?

AVISO: Este post contém altas doses de ironia.




E se você acordasse em uma mistura de todas os clichês de comédias românticas? Natalie é uma mulher que mora em um apartamentinho na downtown em Nova Iorque com seu cachorro e um vizinho que não vai muito com a sua cara, é uma arquiteta que se deixa ser rebaixada pelos colegas de trabalho (inclusive sua assistente) e não vê o que está na sua cara. Um dia no metrô ela é assaltada, bate a cabeça e quando acorda...

Lúcifer é seu médico. Finge de morta ou abraça o capeta?
 Ela dá de cara com o demônio. Bem, não exatamente, ela dá de cara com um médico bonitão, afinal, o que melhor do que se apaixonar por um cara legal, bonitão e de profissão TOP (ai, vou lavar minha mão depois de digitar isso)? Ah, e claro que ela acorda sempre linda, penteada e maquiada. Afinal, não dá para achar o amor da sua vida toda molambenta, não é?
Grey´s Anatomy não é comédia, mas qual é... Aquele bando de médicos bonitos só na TV mesmo porque se eu acordo de um desmaio e olho para o paramédico no meio de Belém a vontade é de morrer.

Reconhece o look da Natalie ao sair do hospital? Uma Linda Mulher.
Vale também dizer que nossa protagonista não é a padrão desengonçada que quando acorda coloca os cabelos em um rabo de cavalo e vai para o starbucks e come só uma maça no café da manhã e salada no jantar. A mãe de Natalie avisa logo no começo do filme enquanto ela assiste Uma Linda Mulher: mulheres como nós (fora do padrão) não ganham finais felizes. 
Natalie acorda da batida na cabeça em um quarto privado de hospital com o médico bonitão e, ao sair, opa! Toda cidade está cheia de flores, limpa e um bonitão milionário em uma limousine lhe oferece uma carona.

Natalie na vida real / Natalie no mundo de comédia romântica e seus clichés

Quando Natalie chega a sua casa, o seu bairro está limpo, cheio de lojinhas fofas, seu apartamento está maior, lindinho (paleta de cores da Tiffany´s), seu cachorro está limpo e adestrado e seu closet cheio de peças roupas lindas, bem da moda, e saltos (que ela não usa na "vida real"). Claro que Natalie já se tocou que está presa em um limbo de clichês e quer acordar.
Ao chegar no trabalho, o escritório está parece o escritório da Google, todo mundo a trata bem, ela é uma das mais importantes arquitetas que está a frente de um super projeto, mas sua assistente e melhor amiga agora é sua rival (ah, a rivalidade feminina nesses filmes... tsc tsc tsc) e seu amigo parece ser o único intocado pelo mundo de fantasia, mas tudo se mostra contaminado quando ele se apaixona por uma embaixadora de yoga (ah, o clichê do instagram) belíssima.


Ela já se tocou que está presa nesse mundo e pensa: Ok, o que é clichê final de comédia romântica? Final feliz. E pensa que tem que ter o seu para voltar ao mundo real e topa sair com o milionário bonitão, mas... comédia romântica não mostra cena de sexo, né, amores? Isso rende umas cenas bem engraçadas.


O amor do milionário? Ela já tem.
O apartamento chique com iluminação perfeita? Também.
O melhor amigo gay que não trabalha e está sempre disponível? Também.
O que falta, então, para voltar ao mundo real? Será se ela está apaixonada pelo melhor amigo? Ela precisa interromper o casamento do melhor amigo?
Às vezes o amor que a gente precisa é algo bem além...


Megarrromântico têm várias referências às comédias românticas (citando até algumas tipo Lar Doce Lar): de amigos a amantes, números musicais do nada, emprego e lar perfeitos em uma metrópole, rivalidade feminina (que mencionei acima), looks lindos, coincidências quase impossíveis, comentando sobre auto-estima e sua cota de embustes. 
Pega uma pipoca e se joga.


Megarrromântico (Isn´t It Romantic)
Elenco: Rebel Wilson, Liam Hemsworth, Priyanka Chopra, Tom Ellis, Adam Devine e Brandon Scott Jones
Distribuidora: Netflix
Lançamento: 2019
Duração: 88 minutos

Sinopse Netflix: Natalie (Rebel Wilson) é arquiteta na vida profissional e cética convicta nos assuntos amorosos. Por mais que se esforce no escritório, é mais fácil lhe pedirem um café do que um projeto para o próximo arranha-céu de Nova York. Para piorar as coisas, um assaltante a deixa inconsciente. Quando acorda, sua vida se tornou seu maior pesadelo: uma comédia romântica. E ela é a protagonista!
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar."

Postar um comentário

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As