Resenha | Good Luck Charm - Helena Hunting


Ela é o amor da sua vida ou apenas seu amuleto da sorte?

Sinopse: Lilah não tinha certeza o que machucava mais: o dia que Ethan a deixou para focar em sua carreira no hockey ou o dia que ele voltou, oito anos depois. Ele até pode achar que vai continuar da onde eles terminaram, mas ela não é mais a mesma menina e nunca mais quer ser.
Ethan quer seus dias de glória de volta e isso inclui ter Lilah ao seu lado. Com ela, ele era mágico. Eles eram mágicos. Tudo que ele tem que fazer é fazê-la compreender isso.
Quando Lilah finalmente deixa Ethan reentrar em sua vida, no entanto, ela descobre que sua reunião pode não ter nada haver com amor e tudo com melhorar seu jogo, mas Ethan já a perdeu uma vez e mesmo que lhe custe sua carreira, ele fará de tudo para não perdê-la.

Bem, primeiro eu quero dizer para vocês que eu sou fã da Helena de outros trabalhos. A única série que chegou dela foi Clipped Wings no Brasil pela Suma e só, o que é uma pena. Com CW temos drama pesado, com a outra série dela, Pucked, temos o hot e muito romance. Em Good Luck Charm temos uma pegada no meio.
Sucesso só é gratificante quanto as pessoas com os qual você compartilha.
Começamos com Lilah em mais um dia de trabalho como enfermeira e quase no final de mais um dia de plantão ela tem a notícia que um conhecido deu entrada onde ela trabalha. Só que como paciente. É o pai de seu ex-namorado. 
A volta de Ethan à sua cidadezinha onde cresceu não é por boas notícias: Ele foi trocado para um novo time de hockey, um abaixo de status do seu antigo, e ele descobre que seu pai sofreu um AVC. Ao chegar no hospital para visitá-lo, não basta o baque ao ver o pai naquela situação e sua mãe preocupada, ele revê sua ex-namorada de adolescência, Lilah. 
A atração dos dois nunca morreu, mas fazem oito anos. OITO anos desde que Ethan deixou Lilah para se dedicar exclusivamente à sua carreira por conselho do pai. O mesmo pai que ele nunca teve uma boa relação. Seu irmão está longe. Seus amigos, ex-companheiros de time, também estão longe. 
Você é essencial para minha sobrevivência. Você é importante como o ar que eu respiro. Você acalma minha alma e mantém meu coração cheio - você sempre o fez. Só fique aqui comigo.
Lilah nunca deixou de lado a família postiça, a dele. Ele foi embora, mas ela ficou. Eles a tratavam como filha e Ethan de volta joga na sua cara a rejeição dele, a de sua família biológica, e achar que ela deve se afastar.
Com a recuperação do pai, ela tem que vê-lo novamente pela cidade com sua popularidade de "grande jogador", e ainda lidar com seu ex-marido. Sim, esse não é um daqueles romances que a mocinha fica perdida sem o grande amor da sua vida. Acredite ou não: Lilah não deixou de viver. Ela tentou. Ênfase no TENTOU.
A reconexão dos dois também não é imediata. Eles têm coisas a superar: Lilah com Ethan ter deixado seu relacionamento para trás. Ethan com sua performance cada vez pior no que ele pensava ser sua única carreira.
Mas tem muita gente querendo que eles dêem certo: a família dele, a irmã dela e Ethan, tão tão apaixonado, mas ô homão insistente. Ele faz de tudo e mais um pouco (sem ser stalker, não se preocupem) e tudo ao tempo de Lilah para consegui-la de volta e quando o romance recomeça... Ah, meus amigos... que casal, viu?
Ela precisa ser sua parceira, não um amuleto que você carrega no bolso com você. Ela não é a razão pela qual você joga do jeito que joga, Ethan.
É impossível não se ver na Lilah e não querer um próprio Ethan para você. Lá pelos 70% do livro (li via aplicativo Kindle) e nada de terrível tinha acontecido para separar o casal e já comecei a pensar o pior: AI MEU DEUS, A HELENA VAI MATAR ALGUÉM, mas calma. Esse livro tem o selo Pausa de "FINAL FELIZ GARANTIDO". Isso não é um spoiler, é só um incentivo se você estiver precisando de um romance gostoso, com umas cenas hot, que deixa com gostinho de "quero mais".
Te deixar o quebrou. Talvez voltar para casa com você o tenha curado.
O primeiro plot-twist é para separar o casal e vem sim, mas eu fiquei tão sentida e shippando esse casal que já queria chorar junto com eles. O Ethan realmente exagera algumas vezes em querer ficar junto de Lilah e ela tem toda razão em querer um espaço. Desde que eles voltam, a vida dela volta a centrar nele. Toda relação precisa de dois indivíduos com suas particularidades e chega uma hora que tudo explode e tudo que você quer é ouvir uma playlist depressão do amor.
O segundo plot-twist... Menina de Deus, eu levei foi uma bolada, ou no caso de hockey, um puck, na cara! SÉRIO. 
A Helena não perde a mão e esse era para ser o livro 7 da série Pucked, mas acabou que o Ethan é transferido do time dos meninos da outra série, e ela preferiu deixar standalone. Então há menções, mas não é necessário ler outro livro antes.

OBS: Todas as traduções nesse post (sinopse e citações) foram feitas pela colaboradora. Se pegar, não se esqueça dos créditos. ❤


Good Luck Charm
Autora: Helena Hunting
Editora: Forever
Lançamento: 2018
Páginas: 352 (Edição kindle)
Compre na Amazon
Sobre Helena Hunting
Mora em Ontario, no Canadá, com a família e dois gatos um pouco nervosinhos. Formada em letras, ela põe em prática o que aprendeu na hora de escrever romances.
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar." Contato: umapamplona@gmail.com

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As