Vi Na Netflix | Bird Box (Caixa de Pássaros)



Como se deslocar por quilômetros se os monstros não te deixam ver?
Sinopse: Malorie Shannon está grávida quando recebe a notícia que uma histeria coletiva e suicida está se espalhando pelo mundo, mas algo mais sinistro está em progresso. Quando sua irmã sucumbe ao "Problema", Malorie aprende, junto a um grupo de sobreviventes, que o Problema é uma entidade que possui a habilidade de fazer suas vítimas enxergarem seus maiores medos e os leva à insanidade, eventualmente os forçando a cometer suicídio. Quando ela perde contato com o grupo, Malorie faz da sua missão guiar duas crianças pela floresta e rio abaixo para chegar a um lugar seguro. Só que eles têm que fazer essa jornada de olhos fechados.




Então... Deixei para colocar esse "Vi Na Netflix" às vésperas do lançamento e me ferrei porque a produtora e distribuidora colocaram para passar o filme em alguns cinemas nos EUA uma semana antes e o que aconteceu? Isso mesmo. VAZOU. Tem torrent do filme rolando na Biblioteca do Paulo Coelho. Bonito isso, né? Quer dizer que eu podendo dar meu furo de post contando os babados... flopou.
Bem, eu flopei. O filme É MUITO BOM. Obrigada, Netflix e Sandrinha Bullock! #NuncaCritiquei


Já leu o livro? Sabe da sinopse (está lá em cima nesse post)? Viu o trailer (também está lá em cima!)? Então vem. 
Quem acompanhou a cobertura do #PausaNaCCXP sabe que eu estava lá, descabelada e madrugadora, no domingo assistindo em primeira mão no Brasil o filme e ainda teve painel com a participação da Sandra Bullock, Trevante Rhodes e o produtor Dylan Clark.
Eles falaram da produção, da escolha de elenco (a Sandra e a diretora Susanne Bier quiseram a Sarah Paulson no papel da irmã da protagonista), trabalhar com crianças (nunca é fácil), Sandra falou que está longe dos filhos quase no aniversário deles e sim, sobre ser mãe (de verdade e nas telas).


Então vamos falar do filme? Vamos. 
Aviso: São duas horas de duração. Duas horas de agonia leve e coração começando a apertar porque você que leu sabe o que vem por aí. Para quem não leu, começa a se perguntar se vai todo mundo sobreviver mesmo.


É o segundo filme (no mainstream) de Hollywood a brincar com nossos sentidos em 2018. Dessa vez o escolhido foi visão. Todos que enxergam, após a chegada do Problema, têm de se privar do sentido para sobreviver. Basta um segundo para uma das entidades te fazer ver teu maior medo e já era. Morte na certa. 
Com muito sacrifício, Malorie é uma das poucas que conseguem resistir por cinco anos. Não só ela, mas imagina criar duas crianças privando-as do sentido. É essa a vida dela, mas logo na cena da imagem acima, sabemos que Malorie não é uma pessoa como as outras: emocionalmente saudável. Ela e a irmã tiveram uma infância difícil e por mais difícil que tenha sido viver com as sequelas emocionais, isso acabou se tornando uma vantagem para ela. A emoção nos faz realizar cada loucura... Então não estranhe quando após os cinco anos, você se der conta que as crianças não têm nomes. São só "Garoto" e "Garota" e sim, é para se distanciar emocionalmente delas. Pelo menos essa é a tentativa de Malorie. 


São crianças que cresceram nesse resquício de sociedade, apenas com adultos as rodeando, sem poder ver o mundo lá fora. Contando apenas com os outros sentidos. E elas são absolutamente adoráveis. Dá vontade de colocar em um potinho (chega de caixas!).


Em uma das tentativas de comunicação com o resto do mundo, eles ficam sabendo de um refúgio. Tem um problema: é uma jornada de alguns dias floresta e rio abaixo remando às cegas. Como fazer isso? Ahhh, meu anjo... cada cena nesse rio foi um pedaço do meu coração se afogando. 


Não se engane. "Caixa de pássaros" é sobre um mundo pós-apocalíptico, loucura, razão, sobrevivência, amor e redenção. É a prova (e esperança) que um livro mediano pode se tornar um filmão nas mãos certas. 
Esse post é sem spoilers, mas deixo outro aviso: Se você não se emocionar com a Sandra Bullock gritando no meio da floresta PLEASE DON´T TAKE MY CHILDREN, eu não posso fazer nada por você. Cê tá sem alma. Vai pro inferno.
Sobre livro VS filme: A adaptação da Netflix tem algumas coisas a mais e outras a menos (principalmente no que se trata na dureza da personalidade de Malorie), mas ainda assim, está uma ÓTIMA adaptação.


E se a Carol, a editora-chefe do Pausa, estiver lendo isso após a publicação: AMIGA, SE PUDERAM FAZER CAIXA DE PÁSSAROS, RED HILL PODE VIR FÁCIL, FÁCIL! A cena acima me deixou na esperança... o nosso apocalipse vem!




Bird Box (Caixa de Pássaros)
Baseado no livro de Josh Malerman
Diretor: Susanne Bier
Distribuição: Netflix
Ano: 2018
Duração: 124 min
Elenco: Sandra Bullock, Sarah Paulson, John Malkovich, Jacki Weaver, Trevante Rhodes, Rosa Salazar, entre outros.
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar."

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As