Pausa Viu: Buscando... (2018)


Uma aparente filha perfeita. Um pai em luto. Uma chamada perdida.

Sinopse: David Kim (John Cho) se desespera quando sua filha de 16 anos desaparece e as investigações policiais não levam a lugar nenhum. Decidido a descobrir o paradeiro da filha, ele usa o computador da menina para vascular suas fotos e vídeos em busca de pistas.



Eu quero começar esse #PausaViu dando um spoiler: ESSE FILME É INCRÍVEL!
Ainda é difícil para mim engolir que o ator John Cho (lembram dele na nova trilogia Star Trek?) é pai de uma moça de 16 anos, mas vida que segue... O filme tem um jeito diferente de contar a história. A maior parte dele é a partir de interfaces de aplicativos e aparelhos digitais que usamos hoje. Você, que vai assistir no cinema, pode tomar um susto quando abrir a primeira cena e vemos a família de David se preparando para tirar uma foto.


Daí seguimos por anos de uma família conectada: Chamada via celular, vídeo gravado no celular, backup de fotos e vídeos por anos e anos contando a trajetória deles até o diagnóstico de Pam, a esposa de David. 
Em um dia como outro qualquer, meses depois a um trágico acontecimento, Margot recebe uma chamada do protetor e vago pai, mas ela está com pressa, com amigos e não pode continuar a chamada e ele segue seu dia até vermos que durante seu sono, ele perde chamadas de vídeo e voz dela e aí começa a preocupação: Cadê Margot? Ela chegou tarde do grupo de estudos? Ela perdeu a aula... 


Ao dar parte do desaparecimento da jovem na polícia, ele logo tem uma detetive designada ao seu caso e ela pede para ele ajudar como puder: qualquer informação que possa achar importante para a polícia. Faz pouco tempo que Margot sumiu. Ainda há tempo, não?


David se vê em uma sinuca ao ver que ele não faz idéia de quem é sua filha: que aulas ela tem? E amigos? Facebook? Instagram? Twitter? Ele procura por todos os cantos e todas essas redes são mostradas com detalhes, afinal, todos nós deixamos rastros digitais hoje em dia. 
O pai acaba descobrindo uma rede onde Margot fazia vídeos tipo live para completos estranhos contando coisas aleatórias de sua vida e o pai percebe onde falhou nos últimos tempos com ela: comunicação.
Margot viu na internet, como tantos, um canto para desabafar e se expressar, mas sabemos que nem todo mundo online está bem intencionado.


A detetive Vick, que o auxilia nas buscas, acaba achando pistas e chega a conclusão que a jovem simplesmente fugiu do pai e ele acredita, mas aí, meu querido leitor... Já rolou sei lá quantos plot twists! E vai rolando até os últimos cinco minutos de filme: descoberta atrás de descoberta.
Com um jeito de contar a história que nem Nerve, Buscando... é um jeito novo e eficaz de prender quem está pagando o ingresso. Vale a pena não perder esse filme e as atuações ÓTIMAS de John e Debra Messing (Vick).





Buscando...
Distribuição: Sony Pictures
Direção: Aneesh Chaganty
Ano: 2018
Elenco: John Cho, Debra Messing, Joseph Lee, Michelle La
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar."

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As