[Resenha] Batman, Criaturas da Noite - Marie Lu


Mais um começo de Batman e a segunda etapa das Lendas da DC...

Sinopse: Bruce Wayne está prestes a completar 18 anos e herdar a fortuna de sua família, além do controle das indústrias Wayne. No entanto, no dia do seu aniversário, ele faz uma escolha impulsiva e é condenado a prestar serviço comunitário no Asilo Arkham, uma mescla de prisão e hospital psiquiátrico e onde estão detidos os criminosos mais desequilibrados da cidade.
Lá ele conhece Madeleine, integrante das Criaturas da Noite, um grupo radical que deseja acabar com a elite de Gotham. Até então, a moça se recusava a confessar seus crimes ou informar à polícia os futuros ataques que planejavam, mas ela resolve se abrir para Bruce Wayne, dando início a um perigoso jogo de sedução e inteligência.
Será que o jovem Wayne vai conseguir convencê-la a revelar todos os seus segredos ou ela está apenas manipulando-o para arruinar Gotham? Enquanto o golpe final das Criaturas da Noiva se aproxima, Bruce percebe que não é tão diferente de Madeleine. E, mesmo longe de se tornar o Cavaleiro das Trevas, precisará provar que está preparado para deter uma das maiores ameaças que Gotham já presenciou.


Então, nesse segundo livro da série Lendas da DC (o primeiro, Mulher-Maravilha, ganhou resenha aqui no Pausa também), eu tenho que começar dizendo algumas coisas: Primeiro que estou saturadíssima de origem do Batman (foi uma enxurrada no cinema) e, segundo, que foi minha primeira experiência lendo a Marie Lu.
Você é diferente do pessoal de sempre.
Em "Criaturas da noite" temos um Batman quase na maioridade, adolescente, impulsivo, mimado, com um Alfred paciente sempre auxiliando, e em comum com a história de Mulher-Maravilha: um herói percebendo que ele sozinho não é muita coisa e precisa sim de amigos.
Seus lábios. Seus olhos. A curva do seu rosto. O sangue nas suas mãos.
Acho que uma das características que mais gostei foi Bruce ser mal preparado para lutar. Não só pelo fato de ser adolescente, mas porque ele demonstra muito medo. O Batman que está na minha mente (e de tantos fãs) é o poderoso, o cara que controla tudo, que é O líder, o racional e tal e aqui vemos um jovem que não faz idéia do que o futuro lhe reserva.
O jovem está lidando com a falta de família, uma curiosidade em saber mais sobre as Criaturas da Noite e muitos hormônios (Oi, Madeleine). Se prepare para ler um Bruce que vai levar alguns NÃOs na cara (um milagre, se você conhece o Morcego de outras histórias) e levando uns tapas morais.
Acha que todo mundo anda por aí com os mesmos privilégios que você?
Eu não vou dar spoiler nessa resenha, mas posso te dizer que a Marie deixa um final agridoce para o jovem Wayne, e com certeza, me deixou curiosa para saber o que mais ela faria com a mitologia do Morcegão se tivesse outra oportunidade.

AVISO: Se você não leu o primeiro livro da série, essa edição também contêm o primeiro capítulo de Mulher- Maravilha - Sementes da Guerra. Não é necessário ler em ordem, mas fique atento para personagens muuuito familiares das histórias dos protagonistas pelos livros.

P.S.: Alfred como sempre melhor pessoa de Gotham. ❤❤❤



Batman, Criaturas da Noite
Autor(a): Marie Lu
Editora: Arqueiro
Ano: 2018
Livro físico: 252 páginas
Compre na Amazon
Marie Lu
Marie é autora das séries Warcross e Jovens de Elite, além da aclamada trilogia Legend. Ela se formou na Universidade do Sul da Califórnia e trabalhou na indústria de videogames. Atualmente passa seu tempo jogando e escrevendo. Mora em Los Angeles com o marido e o cãozinho mestiço.
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar."

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As