[Resenha]: A Caçadora de dragões - Kristen Ciccarelli


A lua vermelha subiu.
Mais dois dias até a união.
O céu foi de azul para roxo.
Mais dois dias para caçar Kozu.
O sol se pôs na Fenda, e então. 
Os gritos começaram.

Sinopse: Quando era criança, Asha, a filha do rei de Firgaard, era atormentada por sucessivos pesadelos. Para ajudá-la, a única solução que sua mãe encontrou foi lhe contar histórias antigas, que muitos temiam ser capazes de atrair dragões, os maiores inimigos do reino. Envolvida pelos contos, a pequena Asha acabou despertando Kozu, o mais feroz de todos os dragões, que queimou a cidade e matou milhares de pessoas — um peso que a garota ainda carrega nas costas.
Após a finalização de uma das suas grandes sagas ( A Rainha Vermelha), a editora Seguinte nos apresenta sua nova aposta: A caçadora de dragões, escrito por Kristen Cicarelli. Kristen Ciccarelli é uma autora internacional de fantasia que teve sua primeira obra, A caçadora de dragões, indicada como uma das melhores livros Indigos para jovens em 2017. O livro é uma série de fantasia com previsão de três volumes.
.

A história do livro se baseia na lenda de Namsara e Iskari ( uma lenda fictícia). A lenda narra que o Antigo criou dois seres: Namsara, que trazia risadas e amor, e Iskari, que trazia destruição e morte. Iskari era odiado por todos e, um dia, indagou ao Antigo se não poderia refazê-lo, mas ele lhe disse: o mundo precisa de equilíbrio. Então, Iskari se rebelou e causou muita destruição, até o dia em que resolveu montar uma armadilha contra o Antigo, que não deu certo, sendo então amaldiçoado e condenado a vagar, como uma mortal, pelo deserto até sua morte.

Asha é uma personagem Girl Power, uma caçadora hábil de dragões e uma mulher que não leva desaforo para casa. Presa aos seus erros do passado, ela é também uma prisioneira das suas consequências: é considerada uma garota amaldiçoada (Iskari) por seu povo e é também prometida ao general do exercito de seu pai, o rei. Entretanto, após surgir em sua vida um escravo audacioso chamado Torwin, tudo começa a mudar e verdades secretas começam a serem descobertas.

Contudo há outras personagens marcantes do livro, que vale a pena citar, como Safire, prima de Asha (mas uma escrava), mestre na arte de combate, é uma incrível guerreira e comparsa nas tramoias de Asha. Temos também Roa, filha dos líder dos nativos, que não é alguém que acata as ordens dos homens, ela é uma grande guerreira e, além de tudo, uma líder nata. 

O livro possui uma leitura bem fluida e uma ótima diagramação. Com muitos elementos de aventura, a história possui muitas cenas de lutas, muito sangue e mistérios. Claro que o romance não poderia ficar de fora e foi um elemento, em minha opinião, excessivamente utilizado, com cenas que você rezava para acabar. Confesso que esperava uma grande reviravolta no final, mas foi um final OK, inclusive poderia acabar nesse livro (vamos ver então o que a autora vai inventar para os próximos volumes).

Adorei as cenas com os dragões, achei as dignas de Como treinar seu Dragão, inclusive acho a melhor comparação com a história do livro. Entretanto, não são muitos os dragões trabalhados na história, mas temos o Sombra. Sombra é um dragão deixado aos cuidados de Asha, que é também muito fofo. 

Agora, uma das coisas que mais me agradaram no livro, a capacidade da autora de criar toda uma lenda sobre a história, igual podemos ver em livros como Senhor dos Anéis ou Crônicas de Gelo e Fogo ( inclusive o primeiro comentário que ouvi era que esse livro era um Game of thrones para adolescentes. Nada haver!). Ao decorrer da leitura nos deparamos com contos dentro do universo, como histórias do passado ou lendas, que complementam a história e nos faz interagir e emergir totalmente nela. 

A autora busca explorar elementos fantásticos em uma nova roupagem, criando o seu próprio universo. A história tem seu ponto alto no início da leitura, mas conforme passa, perde-se o ritmo e em certos momentos beira a chatice, mas ainda assim conseguiu manter um bom final. Enfim, é uma história recheada de ganância e de mentiras e todos sabem ao que isso nos leva.

A Caçadora de Dragões
Autor(a): Kristen Ciccarelli
Editora: SEGUINTE
Ano: 2018
Livro físico: 408 páginas
Compre na Amazon
Kristen Ciccarelli
KRISTEN CICCARELLI cresceu no vinhedo de seu avô em Ontário, no Canadá. Já trabalhou como cozinheira, livreira e ceramista, mas agora se dedica à escrita de livros sobre dragões perigosos, garotas rebeldes que sabem usar armas como ninguém e o poder transformador das histórias.
João Sertório
PUBLICADO POR

Sou meio louco, gosto de tudo um pouco e amo aprender coisas novas todo dia. Sou Nerd ,Geek, Otaku, Dorameiro, BookaHolic , Poliglota e ainda arranjo tempo para praticar meus esportes favoritos.

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As