Quinta do Terror: Agonia - Igor Quadros



“As mãos tremiam quando tentou abrir a porta. Trancada. Havia esquecido isto. Voltou pro quarto e pegou a chave correndo, e, angustiada, colocou na fechadura. Quando abriu a porta, empalideceu…”
Sinopse: Um menino que adoece por um contato sobrenatural; um casal disposto a sacrificar tudo para alcançar um outro mundo; estranhos fenômenos acontecendo em uma cidade no interior do Pará; uma idosa solitária que ouve um choro no andar de baixo de sua casa; duas irmãs que se odeiam, mas que se unem para sobreviverem a um sequestro. Situações angustiantes, escolhas perturbadoras e retratos da psique humana fazem parte desta coletânea de terror.
Um livro cheio de mensagens para reflexão sobre a natureza humana. As reações provocadas por sentimentos como o medo, tensão, angústia e solidão em sua mais pura forma. Os sentimentos mais sombrios do homem… Agonia vai te mostrar.


A resenha de hoje é paraense. O livro que eu li tem cinco contos, que abordam assuntos diferenciados, como terror psicológico, situações de desespero dentre outros. A cultura do Pará está presente, vai da linguagem escrita pelo autor até ao nossas crenças e folclores. Divirta-se com histórias de arrepiar. 

Bem, as histórias são bem assustadoras. Mas, eu tenho duas que me deixaram com bastante medo e nervosa. Não vou contar as cincos histórias, primeiro que são curtas, e gostaria que vocês tivessem o privilégio de ler. Então, a primeira se chama Pestilência, conta a história de uma criança que vê um “bicho” no quarto. A mãe acredita, mas tem lá sua dúvidas, isso ocorre em uma cidade do interior do Pará. O filho muda de comportamento, e a mãe percebe isso. Ela o leva para o médico. Essa parte eu ri, descrente que o formado em medicina disse. Ele diz que é brincadeira de criança, que ela precisa ser mais enfática no comportamento dele e mais outras coisas. Ela obedece o médico. Todavia, o seu filhinho ainda está com comportamento estranho. Em uma noite,algo estava errado com a criança. E tudo muda, o quarto dele não é mais o mesmo. Coloquei um trecho da história no início da resenha. 


Minha reação em alguns contos. 

Todas tem grandes reflexões da natureza humana. Chega a ser horripilante escrever e ler isso. Mas, são ações de pessoas que vemos no cotidiano ou assistimos nos jornais da vida, e também estão nas redes sociais. A história de terror, é mais do que dar medo, é mostrar por trás de cada pessoa a sua real característica, talvez seja boa ou não, e quão elas são aptas para viver em sociedade. Ninguém sabe o que se passa na casa do outro, a não ser aquelas pessoas que adoram falar da vida alheia. Deixemos essas por hora. Voltando aos contos. Aqui temos também ausência de um filho, um amor que é deixado por uma tragédia. 

Eu não vou contar qual a história, porém no final dela tem um suicídio. Nossa! Foi horrível ler esta cena. E fiquei refletindo o por quê a pessoa tomou tal atitude. Enfim, os outros também falam sobre o poder, o quão as pessoas pensam em ter tudo e a todos para ter o controle nas mãos. Dentre outros assuntos abordados pelo autor. Quero dizer a você, Igor Quadros, parabéns pelo trabalho, simples, com poucos textos, porém tem um rico conhecimento da natureza humana, as suas mazelas ditas desde de conhecemos. Adorei ler o seu livro, e também gostei das ilustrações. Aos leitores e leitoras, leiam esse livro que tem um bom conteúdo, e talvez fiquem com pouco de medo ou não. Até a próxima! 

Depois da leitura




Agonia
Autor(a): Igor Quadros
Editora: Independente
Ano: 2016
Livro físico: 69 páginas
Compre na Amazon
Igor Quadros
Nascido em Belém do Pará. Formado em ciência da computação e jogos digitais. Autor do romance “ O Livro de Almas - Os dois herdeiros”, as antologias “ Noites sombrias” e “ Confraria do horror”, além de vários contos publicados online.
Andrea Machado
PUBLICADO POR

"Sou altruísta, um pouco louca ( do bem), tenho poucos amigos, adoro irritar as pessoas, meu humor é considerado “negro”. "

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As