Sexta Geek: Placas Tectônicas, de Margaux Motin


Se descobrir, ser mulher, ter desejos, ser mãe, ter defeitos... Essa é Margaux.
Sinopse: Aos 35 anos, Margaux Motin narra os erros e acertos que abalaram sua existência em páginas repletas de humor e realidade. Uma separação e um novo amor mudam radicalmente sua vida de mulher de trinta e poucos anos de idade - uma época em que decisões abruptas podem levar a consequências desastrosas.
Quando continentes internos convergem, a saída é aprender a lidar com os pequenos desastres da vida e reencontrar o equilíbrio.

Admito que completamente esperava algo mais leve em um quadrinho, talvez por ter sido minha primeira experiência com quadrinhos da Nemo (há quase dois anos atrás), mas Margaux é realmente a Bridget Jones e todas nós de sua idade e com muitas de suas experiências. Não tenho filhos, mas completei 35 anos semana retrasada. Já casei, descasei, viajei, perdi gente, apaixonei, peguei ranço, sei o valor de uma amizade (especialmente depois de certa idade), o quão leviano o coração pode ser (crushes ocorrem por toda vida e ninguém te fala isso!), tenho minhas inseguranças, minhas confianças, certezas e incertezas... ufa... parece um diário, mas a Margaux passa por tudo e mais um pouco. Se você não passou, querido leitor, não se preocupe: você vai passar.

Imagem via bloglab: Bem apropriada para ano de eleições.
Margaux me lembra a as primeiras HQs estreladas por mulheres (não heroínas) que li: Mulheres Alteradas. Nessa semi-biografia, Margaux acabou de se separar, está indo para um novo capítulo da sua vida com uma filhinha muito astuta (até demais), uma mãe que não se impressiona com sua empolgação com a liberdade, amigas que a acompanham nas loucuras e, depois de um tempo, até encontrar um novo amor em meio à stalkeadas em redes sociais.


Como, muitas vezes acontece, problemas aparecem e, claro, contamos com a jornada mais importante da Margaux: em se conhecer, em aprender a estar sozinha, em notar que mais importante do que ser de alguém, é aprender a ser de si mesma e para o seu próprio bem.


Então fica a dica para quem quer uma HQ divertida, que te faça querer meter a cara nas páginas e só sair na última página, se joga na vida da Margaux.

Placas Tectônicas
Autor(a): Margaux Motin
Editora:Nemo
Ano: 2016
Quadrinho/256 páginas
Compre na Amazon
Margaux Motin
MARGAUX MOTIN, nascida em 1978,é desenhista e quadrinhista. Depois de estudar Artes na ENSAAMA Olivier-de-Serres, Margaux fez vários bicos antes de se lançar na ilustração para imprensa e para publicidade. Criou um blog em março de 2008, e seu humor truculento se transformou rapidamente em um grande sucesso. .
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar."

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As