[Resenha]: Apenas Amigos - Christina Lauren


A boa e velha Christina Lauren voltando as origens, e te entregando a melhor comédia romântica da temporada.


Sinopse: Holland Bakker foi salva de um ataque no metrô pelo musicista irlandês Calvin McLoughlin. Como agradecimento, Holland o apresenta a um grande diretor de musicais e o que era uma tentativa despretensiosa se transforma numa chance inimaginável, pois, antes mesmo de perceber, Calvin foi escalado para um grande musical da Broadway! Ou quase… Até admitir que seu visto de estudante expirou e ele está no país ilegalmente. Sem titubear, e com uma paixão crescente pelo rapaz que só ele ainda não percebeu, Holland se oferece para casar com o irlandês a fim de mantê-lo em Nova York. Conforme a relação dos dois se desenrola de “apenas amigos” a ”casal apaixonado”, Calvin se torna o queridinho da Broadway. No meio de tanto teatro e do gostar-sem-se-envolver, o que fará esse casal perceber que há muito amor verdadeiro em cena?
 Ai meu Deus! Christina Lauren eu te venero! Eu estava precisando de uma boa e velha comédia romântica, passada na minha cidade preferida, com aquele toque de humor característico que só as autoras sabem fazer. Foi um verdadeiro cura ressaca!

Holland é simplesmente uma das minhas mocinhas favoritas! Ao mesmo tempo que ela desnuda as suas inseguranças, você vai conhecer uma jovem sonhadora que está passando por um bloqueio criativo e segue atrás de sua musa.

Ela como boa e velha romântica nutri um crush por um músico que conheceu em um metro, todo dia faz o mesmo caminho para escutar o rapaz tocar seu violão. Com um pequeno detalhe,  esse caminho que ela percorre todo santo dia, é de no mínimo 10 quarterões fora do seu caminho comum, só que ela não conseguiu nenhuma vez puxar assunto com o jovem, até um certo dia.
Será que ele gostaria menos de mim se soubesse que é verdade? Que eu o segui ao longo de seis meses? Que eu o desejei em doloroso silêncio, por incontáveis viagens de metrô?
Quando ela resolve beber coragem líquida e puxar assunto com ele, descobre que seu nome é Calvin e logo depois sai correndo, sem saber o que fazer e acaba ficando um pouco vulnerável. Nisso um cara estranho chega perto dela indagando, tocando e a acusando de várias coisas. No meio de toda a confusão ela só percebe alguém chamando o seu nome e logo depois cai no foço do metrô.

Os policiais acabam avisando que foram chamados por uma denuncia anonima, de que algúem tinha caido. Intrigada, desconfia que tenha sido ele, e faz de tudo para descobrir porque não apareceu quando a polícia chegou.


Holland trabalha como assistente na Broadway, o seu trabalho foi conseguido por um de seus tios e a casa que ela mora é custeada por outro. Então ela sente uma gratidão enorme por eles, meio que ambos criaram ela desde que nasceu, e ela se sente na obrigação de sempre ajudar eles. Seu tio Robert se vê em uma sinuca de bico, seu melhor violinista pediu demissão e ele precisa urgentemente um substituto a altura, porém essa vai ser um trabalho difícil.

Sou aquela garota sardenta, com meias-calças desfiadas, desastrada, que vive espirrando o café no decote da blusa, aquela mesma que esbarra em todo mundo com uma câmera na mão. Calvin, por outro lado, desliza com graça para dentro e fora de qualquer espaço, e já foi comprovado que ele consegue comer salada sem sujar o rosto.

Ela pensa imediatamente em Calvin, só que ele é um violonista, e ela vai tentar a todo custo convencer o tio a escutar o músico nem que seja uma única vez.

Robert se apaixona pela música de Calvin, e começa a mexer os pauzinhos para conseguir colocar ele no musical. Só que eles não contavam com um empecilho maior e mais grave. Calvin é irlandês, está ilegal a quase 4 anos nos EUA, com isso não pode aceitar a oferta.


Ela procura o músico e faz uma proposta um tanto quanto inusitada, que eles se casem e entrem com o pedido do visto. A proposta é que fiquem juntos por um ano, depois sigam o seu caminho.

A vida dos dois vai virar de cabeça para baixo! Mas vai ser uma loucura gostosa de se ler. Eles tem química, sintonia e uma grande atração um pelo outro. Daí, vocês podem imaginar o vai se desenrolar durante toda a história.

Foi bom ler Christina Lauren de volta as origens, de volta a NY e nos deliciando com um amor descomplicado, com uma história fluída e uma leitura super leve.

Uma boa e velho história clichê com o selo Pausa de final feliz! 

Apenas amigos
Autor(a):Christina Lauren
Editora: Universo dos livros
Ano: 2018
Livro físico:368 páginas
Compre na Amazon
Christina Lauren
Christina Hobbs e Lauren Billings, conhecidas pelo pseudônimo Christina Lauren, causaram grande impacto com a série Cretino irresistível. O livro de estreia entrou nas listas de best-sellers do USA Today e do The New York Times e, em sua primeira semana após o lançamento, alcançou as listas de mais vendidos do Brasil. A série, inclusive, teve seus direitos cinematográficos vendidos para uma produtora e as autoras têm sido responsáveis pela produção do roteiro. A dupla já publicou cerca de dezoito obras, que foram traduzidas para mais de trinta línguas – além de ter recebido o selo de excelência e o prêmio de Livro do Ano da RT Magazine.
Carol Lima
PUBLICADO POR

Adoro um bom drama, e costumo dizer que se eu não chorar em alguma parte do livro não valeu a pena. Costumo ler de tudo um pouco, porém tenho um fraco por romance.

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As