Sexta Geek: Amor é amor, publicado pela Geektopia


Um ato de ódio que mudou o mundo e nos fazer acreditar que amor é amor!
Sinopse: O universo dos quadrinhos uniu forças para apoiar os sobreviventes e relembrar as vítimas do atentato à boate Pulse, em Orlando, Flórida (EUA), em 12 de Junho de 2016.
"Amor é amor" foi concebido por escritores e artistas do mundo todo, unidos pelo propósito de expressar sua dor, compaixão, frustração e esperança, inspirados pelos trágicos eventos de Junho de 2016; Nesta obra, celebram as vítimas, os sobreviventes e suas famílias, e espalham uma mensagem de paz e inclusão.
Organizado por Marc Andreyko e IDW Publishing, com apoio da DC comics, "Amor é amor" também inclui muitos personagens amados do universo dos quadrinhos, incluindo Batman, Super-Homem, supergirl, Arlequina e muitos outros.
A obra foi agraciada com o Eisner Award 2017 na categoria "Melhor Antologia".
Bem, o destino tem um jeito engraçado de agir, não é? Sem eu pedir (recentemente), o Francisco, do Sooda Blog, me colocou nas mãos para empréstimo o Amor é Amor. Coincidência ou não, Junho é o mês do Orgulho Gay, essa semana foi dia dos namorados e, tristemente, aniversário de dois anos do caso na boate Pulse, um dos maiores ataques terroristas do EUA, e com certeza, o maior atentato ao público LGBTQ com armas letais no mundo.


Amor é Amor é uma antologia com dezenas de histórias assinadas por roteiristas e ilustradores consagrados do mundo dos quadrinhos cujo tema é aceitação, preconceito e, sim, muitas baseadas em histórias reais de vítimas e sobreviventes da boate Pulse. Essas páginas são doloridas. Muito doloridas. Apesar da mensagem repetida de "amor é grande", as histórias diretamente da Pulse te fazem sentir dor física e, se bobear, você se sente lagrimando.


Aqui temos heróis e anti-heróis como Batman, Superman, Supergirl, Arlequina, Hera Venenosa, entre outros, na Pulse, lidando com a realidade e também pessoas abrangendo todas as letras do LGBTQ saindo do armário, lidando com preconceito e, o melhor, vivendo o amor.
Quando você acreditar em algo, lute por isso. 

E quando você vir injustiça, lute com mais afinco do que jamais lutou. (Brad Meltzer)

Ao acabar a graphic novel, uma das histórias que mais marcou em mim foi a do Superboy, onde ele vê em um futuro como o acontecimento da Pulse mudou a luta LGBTQ. Nesse futuro, seguimos com mais força para aceitar as diferenças em nome do amor ao próximo, pois nosso futuro depende disso.
O amor faz um elefante passar por uma fechadura.

Não perca também a chance de prestigiar o post do Sooda Blog sobre essa antologia maravilhosa.
Amor é o que vence no final.



Amor é Amor
Autor(a): Vários
Editora: Geektopia
Ano: 2017
Livro físico:144 páginas
Compre na Amazon
Vários autores
Com introdução de Patty Jenkins (diretora de Mulher Maravilha) e posfácio de Marc Andreyko, Amor é amor reúne mais de 30 artistas consagrados do mundo dos quadrinhos.
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar."

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As