[Resenha]: 50 poemas de revolta

Uma reunião de 34 poetas brasileiros com muita força nas palavras!


Sinopse oficial: Uma reunião de 34 poetas brasileiros – clássicos e contemporâneos – que abordam questões da ordem do dia. Nesta breve antologia, o leitor vai encontrar muitos motivos para se indignar. Ganância, autoritarismo, opressão, intolerância e ódio são alguns dos temas abordados, cada um à sua maneira, por nomes consagrados e vozes da novíssima geração. São questões assombrosamente atuais e contundentes que fazem com que o passado distante se confunda com o dia de hoje.
Por vezes, os poemas revelam uma ponta de esperança; por outras, mergulhados em desgosto, levam o desânimo e a apatia às últimas consequências. Esta antologia é um convite para rever e refletir – e, em muitos casos, para não repetir. Escreve Hilda Hilst: “Repensemos a tarefa de pensar o mundo. ”
Acho que nenhuma sinopse resumiu tão bem um livro como essa. Fico até sem palavras para digitar neste post. Um livro tão pequenininho (11x16 cm) e com tanto peso e força para qualquer um que esteja com o coração e mente abertos para recebê-lo. Um verdadeiro presente em tempos onde a palavra escrita tem um peso considerável.
“não sobrou muita coisa mesmo
Pouca gente, pouca vida
Uns restos imensos de ruínas
Paredes e muros, farelos
Pessoas e animais, carne estraçalhada...”
50 poemas de revolta chegou às minhas mãos com a piada de que “a Renata não precisa de mais motivo para revolta”, afinal, estar consciente e envolvida em movimentos sociais não é fácil. Quanto mais conhecimento, pode ter certeza que haverá mais peso na mente. Também chegou em um ano perfeito (embora conturbado politicamente) onde é meu quarto livro com poemas a ganhar resenha aqui no Pausa e sim, eu também risquei o pobrezinho. É muita tentação não colocar minha letra, minha tinta, minha passagem por esse livro. Assim como ele me marcou, eu marquei ele.
... O menino brincando na varanda.
Dizem que não percebeu.De que outro modo poderia aindaTer virado o rosto: - Pai!
Acho que um bicho me mordeu! Assim
Que a bala varou na sua cabeça?...
Os poemas rodam o mundo com os fatos e assuntos abordados: Síria, Somália, economia, violência contra mulheres, manifestações de 2016, nomes famosos da Câmara Brasileira, apagamentos culturais, além simplesmente da aura de não-conformação. Entre poemas alinhados da forma tradicional e na nova forma (poucas palavras, direto) o fato é que o tempo de revolta está entre nós novamente.
“... alguns de nós
Virando a página
Ainda se perguntarão:
Se lá ninguém vive,
Como é que alguém morre?Enquanto morremos
Também”

50 Poemas de revolta
Autora: CIA das Letras
Editora: CIA das Letras
Ano: 2017
Livro Físico/144 páginas
Compre na Amazon
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar."

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As