[Resenha]: Não Conte Nosso Segredo, de Julie Anne Peters

Sair do armário pode ser difícil, mas ajuda muito se você tiver apoio e amor.

Sinopse oficial: Vale a pena se apaixonar quando você não poderá contar a ninguém? Com o namorado dos sonhos, o cargo de Presidente do Conselho Estudantil e a chance de ir para uma universidade Ivy League, a vida não poderia estar mais perfeita para Holland Jaeger. Ao menos é o que parece. Até que Ceci Goddard chega na escola e muda tudo. Ceci e Holland têm sentimentos que não conseguem esconder, mas como todos ao redor vão lidar com este novo romance? Entre intrigas, preconceitos e a não aceitação dos pais, Ceci e Holland lutam para manter-se juntas, mas o amor delas pode não ser tão forte quanto as críticas da sociedade...
O livro já estava na minha lista de desejos desde o lançamento no ano passado, mas quando o Pausa virou parceiro da Universo dos Livros (e consequentemente Hoo Editora) em 2018 eu fiquei... 

Não conte nosso segredo é o tão na modinha Coming of Age, um jovem adulto com a Holland como protagonista. Todo o ponto de vista é dela nesse livro e como foi a jornada dela de "perfeitinha do colégio" a pária pela própria mãe e aqueles a quem ela sempre conheceu como amigos.
A Ceci é a nova menina, transferida de outro colégio onde ninguém sabe porque ela transferiu. A Ceci é lésbica e orgulhosa disso. Mal chegou no colégio e já conheceu Holland (plantando a sementinha da curiosidade na moça) e quis montar um clube dos gays no novo colégio (Americanos no colégio e seus clubes... vai entender...). A ideia do clube não é bem recebida pelo Conselho Estudantil e logo a palavra se espalha: Temos uma lésbica no colégio!
"... Ceci reapareceu, aconchegando-se na frente de seu armário com o café, os donuts, os fones de ouvido e o boné de beisebol na cabeça. Vestia uma camiseta que gritava: ASSUMIDA! E COM ORGULHO!"
Não são só as fofocas, mas os olhares dos novos colegas e até ataques recebidos pela Ceci que deixam Holland nervosa. Por que atacar a moça? Não é só mais uma pessoa que por acaso é uma mulher amando outras mulheres? Os amigos de Holland ficam indignados, soltam piadinhas homofóbicas e aquela inquietação vai crescendo na jovem. Não só seus amigos e muitos do colégio de revelam preconceituosos, mas Ceci não se deixa abater. Aquilo é uma fase e ela está acostumada.

"O que é isso? Semana Nacional de Homofobia Prática?"
Ceci parece livre. Sabe a curiosidade lá em cima mencionada? Ah, e quando a crush não é só crush? As duas passam a interagir cada vez mais... falando sobre música, tomando um café, nos intervalos da natação e a inquietação toma outro rumo quando Holland passa a ter olhos para a nova colega e tudo em sua vida como conhecia até então começam a vir à tona várias irritações: a constante pressão de sua mãe para a faculdade, o papinho de sempre das pessoas com quem cresceu, o namorado que ela não tem certeza a quem ama... Ceci é o ato de respirar ar puro quando tudo está errado e aí, prezado leitor, Holland se dá conta que não está só apaixonada por Ceci, mas que o que tinha como certo não é tão certeza assim.

"O para-choque traseiro estava forrado de adesivos: ÓDIO NÃO É UM VALOR DE FAMÍLIA, AS MINAS ARRASAM."
As duas entram em um relacionamento e, no começo, há segredo, mas quando tudo vêm à tona elas  lidam com o preconceito do colégio, dos professores, dos pais, dos amigos, de alguns familiares. Sair do armário já não é fácil, mas se ver sem o apoio de quem deveria ser seu maior apoiador é pior ainda e as duas jovem vão levando a vida como dá porque eu não posso dar spoiler!

"Estavam errados quando chamavam isso de "estar no armário". Era uma prisão. Confinamento em solitária. Eu estava trancada do lado de dentro, dentro de mim, no escuro, com medo e sozinha."
Não conte nosso segredo trata de sair do armário, preconceito, heterossexualidade compulsória e a pressão que colocamos nos jovens. Não conte nosso segredo é aquele YA que é apenas um recorte da vida daquelas pessoas. Não tem final feliz, é só aquele momento que elas estão vivendo e é triste, angustiante, esperançoso, cheio de amor e descobertas e sim, lindo de se ler. 

"Por favor, Deus - suspirei para a noite - Permita-me ser amada."
Se eu quero e VOU ler mais da Julie? Pode ter certeza.


Título: Não Conte Nosso Segredo
Autora: Julie Anne Peters
Editora: Hoo Editora
Páginas: 352 (Edição física)
Lançamento em: 08/2017
Compre na Amazon: Físico / Kindle
Classificação: 4/5

Sobre a autora:
Julie Anne Peters é autora americana conhecida por suas obras de ficção infanto-juvenil. Peters publicou 20 obras, principalmente romances voltados a crianças e adolescentes, muitas das quais apresentam personagens LBTQ+.
Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar."

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As