[Resenha] : Um Beijo à Meia-Noite - Eloisa James


“ A voz dele soava ardente. -Só quero sentir seu gosto. E toda a energia selvagem e irrefreável que a garota sentia nele fluiu para seu beijo. Ele parecia feito de seda e fogo. O príncipe tinha sabor de fogo”.

Sinopse: Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo.

Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível. E irritante. A atração entre eles é imediata e fulminante, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo.

Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo. No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo.

Um beijo à meia-noite é um conto de fadas inspirado na história de Cinderela. Com um estilo que combina graça, encanto e sedução, Eloisa James escreve uma narrativa envolvente, com direito a fada madrinha e sapatinho de cristal.


Eu A-M-E-I essa história. Tão romântica e divertida. Ainda não tinha lido nada da autora Eloisa James, mas agora já reservo um espaço dos livros dela na minha estante. A história é inspirada no conto da Cinderela, e convenhamos o livro é melhor para mim. Por favor, acomodam se em um lugar bem confortável, que lá vem a história. 

A história tem uma madrasta má, mas uma meia-irmã muito boa. Tem a madrinha de Kate, está mais para ser fada madrinha. Tem um príncipe é óbvio. Kate mora com a madrasta e a meia-irmã, Victoria. A vida de Kate é ajudar as pessoas ao redor da casa, seu pai morrera, e sua mãe também. Ela não tem dúvida de que a vida dela vai ser assim até sair de casa. Tem sapatinhos de cristal. 

Porém, tudo muda quando Victoria não pode ir para o castelo do príncipe Gabriel para receber a “benção” para com seu noivado. Kate tem que fingir que é Victoria, não é muito legal para ela. Kate viaja com Algie,o noivo de Victoria. Então, começa história de um príncipe que não tem dinheiro suficiente para manter o castelo, e uma mulher que não tem dote, não tem nada, mas encontra o verdadeiro amor.

A narrativa é muito boa. Temos Kate fingindo ser Victoria, no entanto algumas pessoas vão saber essa farsa. Como o príncipe. Já sabendo a verdade, ele tem investir mais na dama. Porém, Kate não quer ser uma amante. Ela tenta sair de perto dele, mas não consegue. Eles sempre tentam dar um jeito se encontrar, no caso o príncipe. Tudo parece ser perfeito, mas ambos sabem que cada um tem o propósito. O príncipe Gabriel vai ser casar com uma princesa russa, e Kate tenta conseguir um marido com a ajuda de sua madrinha,Henry. A madrinha dela é super engraçada. É muita diversão. Muita aventura, e muito amor.

Chega o dia do baile, onde vamos ver a confirmação do casamento de Gabriel e Tatiana, a princesa russa. E a volta de Kate para Londres. Todavia, antes disso acontecer Gabriel e Kate tem uma noite muito especial e cheia de amor. Mas, Kate espera uma decisão de Gabriel, talvez ele diga não ao casório. Ela o vê com muito intimidade com a princesa Tatiana, e isso a deixa triste. Assim ela vai embora dentro de uma carruagem. Mas, ela deixa uma coisa para Gabriel, um sapatinho de cristal.

Os sapatinhos de cristal

Tem vários personagens e vários assuntos abordados. Dois são bem falados. A questão de se casar sem amor, apenas por dinheiro, o adultério. Isso aconteceu com os pais de Kate, a mãe era rica, e o pai dela precisava de dinheiro. Mas, o pai de Kate não ficava em casa, pois como a mãe de Kate estava muito doente, havia muitas traições da parte dele, e nós conhecemos uma: Mariana, a madrasta de Kate. E outro ponto é o assédio sexual, as mulheres são as vítimas. É muito interessante como naquela época as damas eram indefesas, sem segurança, sem proteção. E a partir do fato de uma boato se espalha na sociedade, e as mulheres não tem voz. Mas, não se preocupem que alguns homens muito bem educados resolveram essa situação chata. 

O final da história é belíssimo. Eu fiquei emocionada pelo amor desse dois: Gabriel e Kate. E tem muitas surpresas no decorrer das aventuras desse casal. Gosto mais dessa história do que a do conto da Cinderela. É muito bem construído, cada personagem, as cenas, os detalhes, tudo é magnífico, as personalidades. Tudo nesta história é maravilhoso. Tem até três cachorrinhos de madame, no qual são de Victoria, um fica com a Kate e outra com a madrinha dela. Leiam essa obra excelentíssima de Eloisa James, já quero ler outros livros dela que também tem a mesma linha de raciocínio para os contos. Até a próxima! 


Minha reação depois de ter lido o livro.





Título: Um Beijo à Meia-Noite
Autoras: Eloisa James
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Ano: 2017
Onde comprar: Amazon

ELOISA JAMES

Eloisa James escreveu seu primeiro romance depois de se formar em Harvard, mas o manuscrito foi rejeitado por todas as editoras. Depois de obter mais alguns diplomas e arranjar emprego como professora especializada em Shakespeare, ela tentou novamente, dessa vez com mais sucesso. Mais de 20 best-sellers depois, ela dá cursos sobre Shakespeare na Fordham University, em Nova York, é mãe de dois filhos e, numa ironia particularmente deliciosa para uma autora de romances, é casada com um legítimo cavalheiro italiano. 


Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As