22 março 2018

Quinta do Terror: 5 OBRAS DE ARTE DE TERROR




Que tal variar o seu gosto sobre o terror,hein? Pesquisando em alguns sites, encontrei algumas obras de arte que relata o terror, se no filme já dá um medo, imagine em uma tela na parede dentro de um museu ou uma galeria. Acomodam-se para um passeio com ar de arte e com terror profundo e medonho. Não garanto a volta, mas vocês podem parar de ver ao qualquer momento. ah! ah! ah!


1- A cabeça de Medusa (1617). Peter Paul Rubens (1577–1640) e Frans Snyders (1576–1657). Óleo sobre madeira, 68,5 por 118 cm. Museu Kunsthistorich(Viena).


Falando sobre a obra: Rubens não a usa na forma de escudo, como apregoa o mito, mas posta a cabeça decepada sobre a borda de uma pedra, tendo uma paisagem escura, ao fundo, que acentua ainda mais a lividez do rosto do horripilante ser, com seus olhos esbugalhados a saltar-lhe das órbitas, lábios entreabertos e roxos, sangue brotando dos olhos e das narinas, testa contraída, sobrancelhas baixas e visíveis veias azuis espalhadas pela face.

2- Christopher McKenney - Fotografia


Falando sobre a obra: Christopher McKenney é um fotógrafo conceitual da Pensilvânia, especializado em fotografia surrealista com a temática “horror”.

3- Francis Bacon - Três Estudos para uma Crucificação


Falando um pouco sobre a obra: Em 1944, um dos anos mais devastadores da Segunda Guerra Mundial, Francis Bacon pintou Três Estudos para Figuras na Base de uma Crucificação . Com este horrível tríptico retratando criaturas vagamente antropomórficas retorcidas de angústia, Bacon estabeleceu sua reputação como um dos principais pintores figurativos da Inglaterra e um cronista implacável da condição humana. Durante os anos seguintes, certos assuntos perturbadores reapareceram na obra de Bacon: retratos desencarnados, quase sem rosto; Corpos manchados que se assemelham a carcaças de animais; imagens de figuras gritando; e versões idiossincráticas da Crucificação.

4- Francisco de Goya - Saturno devorando um filho


Falando sobre a obra: Mitologia Grega. Cronos (deus do tempo na mitologia grega), chamado de Saturno na mitologia romana, devorando um de seus filhos para que este não lhe roubasse o trono quando fosse adulto. Esta obra faz parte das "pinturas negras" de Goya.

5- Roger Ballen - Animal Abstraction



Falando sobre a obra: A Abstração Animal recolhe um corpo de trabalho pelo fotógrafo Roger Ballen (nascido em 1950). Enigmática, linda e muitas vezes perturbadora, essas fotografias em preto e branco são encenadas em interiores desolados, onde os seres humanos interagem com animais para criar mesquitas misteriosas que refletem o fascínio de Ballen pelo reino animal.

Bem, essas foram as obras que selecionei para mostrar a vocês leitores e leitoras. Há um mar de artistas que falam sobre o terror em suas obras tanto em séculos atrás até o século XXI. A cada obra tem um significado, o que mais me chama atenção não é o horror de sangue, ou até mesmo uma cabeça sem o corpo, e sim a pura intenção, é mostrar a essência humana, de quão estamos presos aos nossos problemas mais complicados e parece não ter solução. A maioria desses artistas demonstram isso em suas obras, o que vivem, o que vem ao seu redor. Quero agradecer a minha irmã,Andreza por ter me ajudado nessas pesquisas, já que ela é formada em Artes Visuais. Até a próxima!



Minha reação ao ver essas obras.