[Resenha] Pelos bares da vida, de Brittainy C. Cherry


Comovente e envolvente, "Pelos Bares da Vida" é o novo livro da Brittainy C. Cherry com um romance arrebatador!


Sinopse: Quando eu conheci Jasmine Greene, ela veio em gotas de chuva.
Eu era um músico desajeitado e ela a rainha do colégio.
As únicas coisas que tínhamos em comum era nossa música e nossa solidão.
Algo em seu olhar me disse que seu sorriso não era sempre verdadeiro.
Algo em seu olhar me deu a esperança que sempre quis achar.
E em um flash, ela foi embora.
Anos depois, ela estava na minha frente em uma rua em Nova Orleans.
Ela estava diferente, mas eu também estava. A vida nos deixou mais frios. Isolados.
Enjaulados.
Ainda que fossemos diferentes, as peças quebradas em mim reconheceram a tristeza nela.
Agora ela estava de volta e eu não podia cometer o erro de deixá-la ir embora novamente.
Quando eu conheci Jasmine Greene, ela veio em gotas de chuva.
Quando nos encontramos novamente, eu me tornei sua pior tempestade.

Eu nem sei direito por onde começar a falar de Pelos Bares da Vida... Ok, eu vou começar logo de voadora no peito das fãs da Brittainy: esse primeiro livro da série The Music Streets é o que O Ar que ele respira foi para a série Elementos. Sentiu o impacto?
"Talvez lar não seja onde você começa e sim onde você termina."
Então, o livro é dividido em em duas partes das vidas dos jovens Elliot e Jasmine (Jazz para os íntimos): a adolescência problemática no colégio e a fase adulta de duas pessoas que se sentem incompletas. Também vale dizer que os pontos de vista dos capítulos variam entre os protagonistas.
Elliot é o adolescente magrinho que sofre MUITO bullying no colegial e tem apenas sua irmã mais velha como amiga e aliada em um ambiente bem hostil. Além de uma mãe maravilhosa e um vizinho que é o mais próximo de figura paterna em sua vida.
Jasmine tem uma voz maravilhosa. Imagina a Ariel em A pequena Sereia, mas uma mãe nojenta, que projeta suas frustrações na adolescente e é sangue-suga de um cara maravilhoso, a única figura paterna de Jazz. #DaddyIssues? Sim, várias.
Eles se unem através da música e passam seus encontros atrás dos bares ouvindo jazz a noite toda, em cima de caçambas de lixo. A Dama e o Vagabundo vibes? Com certeza. Inclusive adoro.
"Toda pessoa tem letras de músicas em suas vidas que são muito dolorosas para cantar, mas algumas letras são bem piores que a minha..."
Até que a mãe de Jazz resolve chutar o balde por razão de ser uma desgraçada e leva a adolescente para o outro lado do mundo. As coisas não ficam fáceis para Elliot e aqui... aqui, prezada leitora, você vai ler uma das piores tragédias que a Brittainy já escreveu. Eu solucei. #AlertaDeLencinho
Nem Jazz nem Elliot levam suas vidas bem, mas levam em frente por outras pessoas.
"Algumas pessoas não precisam de palavras, Elliot. Às vezes elas só precisam de espaço para sentir o que precisam sentir com alguém presente, como um lembrete de que não estão sozinhas."
Na parte dois já pulamos para Nova Orleans com um Elliot torturado pelo passado e uma Jazz perdida. As coisas nem sempre ficam como deixamos para trás e Jazz precisa retraçar seus passos e quebrar a fachada do duro Elliot e se achar como cantora também, afinal, tantos anos suprimida pela mãe, agora é a sua vez de cantar o que quer.
"Você é as letras, a harmonia e a melodia. Você foi, é e sempre será minha canção favorita."
Aí junto tudo na mistureba Cherry de como lidar com luto, sustos de quase matar personagens cativantes, muita emoção, amizade e, claro, amor. Aaaahhh, essa desgraçada me fez chorar!

Fatos para fazer você cair de amor por esse livro:
- Música: Não Jazz da Jasmine e sim música. O jazz, R&B e as referências musicais... 
- Citações. AI MEU SANTO CADERNINHO... as citações dessa mulher... quero tatuar tudo!
- O casal da capa? São casal MESMO. #SeguraEsseShip

Foto via Google
No The Gift Day 2017, que fomos em São Paulo, a capa brasileira foi anunciada e a edição sairá pelo Grupo Editorial Record em Junho de 2018, bem a tempo de derreter o coração mais gelado no dia dos namorados. 💘


Título: Behind the Bars / Pelos bares da vida
Autora: Brittainy C. Cherry
Páginas: 373
Ano: 2018
Editora: Independente / Record (Brasil)
Idioma: Inglês
Compre na Amazon (para kindle em inglês):
Classificação

Brittainy C. Cherry: Autora, destruidora de corações, adora pandas, meio hippie, amante do amor e perseguidora de sonhos. 

OBS.: Todas as citações foram traduzidas livremente pela colaboradora.

Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar."

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As