27 janeiro 2018

[Resenha]: A história de Malikah - Marina Carvalho


“– Tu compreendes o que representamos um para outro, não é mesmo? - questionou ele, a boca colada ao ouvido dela. – Conforme tuas crenças antigas, somos predestinados, como a noite e a lua, o mar e suas espumas. É mais que amor, Malikah, muito mais.”

Sinopse: Malikah foi escravizada e trazida da África ao Brasil ainda criança. Aqui, ela sofreu as mais diversas formas de violência, especialmente depois de ter engravidado de Henrique, o filho de seu patrão. Apesar da gravidez ser fruto de uma relação de amor, ela foi castigada e teve que fugir até encontrar abrigo em uma fazenda onde os negros já podiam viver em liberdade. Nessa nova terra, Malikah pode morar em paz com seu filho mas, apesar de sua relutância, Henrique continua por perto, arrependido por não tê-la protegido e tentando se aproximar da criança. Mesmo ainda sentindo algo por ele, como ela conseguirá perdoar alguém que representa tantos anos de injustiça e sofrimento?
“Sou negra na pele, na alma,
Na voz e na luta.
Sou negra e a esperança em mim reluz como estrelas no breu.
(...)
Meu sangue é preto e vermelho
Pelo luto que guardo dos meus ancestrais,
Que foram abatidos covardemente.”

Larissa Dias, “Empodere sua cor”, em Um mundo de poesias.


Malikah! 

Eu não tenho palavras para esse livro de tão belo e poético que é. Essa moça linda na foto é a atriz Erika Januza. Quando eu comecei a ler a história, me lembrei da atriz, a personagem Malikah parece muito com ela fisicamente, e os jeitos também. Então, eu vou fazer esta resenha com ar de romântica e aventureira, é assim que esta obra me deixou. 

Nesta história conta sobre a Malikah desde de sua infância até a fase adulta, mas eu vou separar em três partes. Aqui temos o início de conhecermos Malikah e Henrique, a história do dois desde a infância, adolescência e a fase adulta. Na segunda parte, temos lembranças de ambos. Na terceira é o presente, onde Malikah ignora o amor de Henrique, e pede que fique longe do filho dela, Hasan, a propósito, é o filho dele também. 

Desde já adianto, alguns spoilers. Porque, este livro é como se fosse a segunda parte da história: O amor nos tempos de ouro, no caso tem resenha aqui no blog. Aqui temos a continuação da primeira história, porém com mais detalhes para os leitores compreenderem o amor de um casal incrível, e de um aristocrata, pai de Henrique, ser um ser humano terrível.

Passou-se 2 anos depois da fuga para a Quinta da Dona Regina. Malikah cria o seu filho, Hasan. Mas, ainda sente muita raiva de Henrique está perto deles. Ele tenta reconquistar o amor de Malikah, porém é difícil, muito difícil. Ô, mulher cabeça dura,viu! Gente! Acontece tanta coisa. Ás vezes, eu ficava pensando, esse casal não vai conseguir ser feliz. Tem muitas aventuras por estas terras do Brasil Colônia. Tem um momento que o Henrique salva o filho, três vezes. Ele salva também Malikah, e os outros escravos que moram com eles na Quinta da Dona Regina, é o local que Fernão construiu para morar. Este personagem é do primeiro livro, agora que é irmão de Henrique. Cécile tem uma filha chamada Bárbara, o pai é o Fernão. 


Malikah e Henrique.

Há um dia que uma bela dama chega nas terras de Fernão. Por problemas no “ veículo” que usava durante a viagem não consegue prosseguir, nome da dama, Bibiana. Ela fica interessada no Henrique. Malikah fica enciumada. Isso demonstra quanto ela ainda o ama. Mas, pobre moça está tão ferida por amor que Henrique fizera acreditar um dia. 

Aos poucos Henrique consegue se aproximar de Malikah e Hasan. Mas, parece que o destino conspira para eles ficarem juntos. Ele é chamado para voltar a Vila Rica onde o pai reside, e tem que escolher, as cartas de alforrias dos escravos que estão na Quinta da Dona Regina, serem livres, inclusive Malikah e seu filho,Hasan. Aceitando essa proposta, ele deve se casar com uma moça. Pronto! O meu mundo caiu. Como fazer isso com pobre Henrique e a Malikah que se amam desde crianças?! E o filho deles, como ficará sem pai?! Tudo pode estar sem solução até um certo momento. Não vou dizer, como Henrique escapou disso, e nem digo nome da moça que ele iria se casar, mas ambos se ajudaram.

Voltando a vida normal, no entanto acontece algo trágico com esse casal, tiram deles a coisa mais preciosa do mundo de seus braços, Hasan. Porém, vou deixar vocês descobrirem o que aconteceu. Agora quero dizer o imenso prazer de ter lido este livro incrível, com os fatos reais da escravidão, e pelo grande aprendizado da História do Brasil Colônia. Eu quero agradecer a autora por fazer esses dois livros maravilhosos e pelos seus estudos árduos pelo nosso país naquela época, pois não foi fácil fazer essas pesquisas históricas. Eu amei a cada capítulo, cada poema dedicado a história de Malikah. É uma belíssima obra nacional. Então, eu recomendo vocês leitores e leitoras a lerem este livro encantador. Fiquei muito satisfeita com o final. Já quero que tenha o terceiro livro. Até a próxima. 

Um AMOR esse livro.



Título: A história de Malikah
Autoras: Marina Carvalho
Editora: Globo Alt
Páginas: 336
Ano: 2017
Onde comprar: Amazon
Classificação: 5/5











Autora: A presença da literatura na vida de Marina Carvalho foi essencial para que ela se tornasse escritora. Mineira de Ponte Nova, jornalista, professora, ela sente a necessidade de colocar sua vivência e suas histórias no papel.