06 novembro 2017

[Resenha]: Depois daquela montanha - Charles Martin

Martin nos presentei com uma jornada de sobrevivência e autoconhecimento de tirar o fôlego. 
O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo.Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida.Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada.Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado?À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas.

Quando tomei conhecimento desse livro, foi pela News da editora Arqueiro, com a seguinte frase "O novo rei do romance". Achei um tanto pretensioso da parte deles, mas ok, resolvi arriscar. Olha não é que eles estavam certos?

Você acha possível se apaixonar por alguém durante um acontecimento extremo? Uma tragédia? Principalmente quando você precisa lutar pela sua sobrevivência e da pessoa em questão? Charles vai mostrar em uma narrativa super simples e fluida que é possível sim, principalmente se ambos precisam um do outro para sobreviver.
"Quando o pior é uma possibilidade, é bom mantê-lo em perspectiva. Sem que a gente se esconda dele. Sem fugir. Ele pode acontecer. E, se e quando acontecer, é melhor ter pensado nele de antemão. Desse jeito, a pessoa não é esmigalhada quando o pior se torna realidade."

Ben é um médico pediatra que vem de uma conferencia e está tentando chegar em casa, o que ele não contava era que uma grande tempestade cancelasse todos os voos possíveis. Enquanto pensa como pode agir para voltar para sua esposa e seus pacientes, ele conhece Ashley, uma jovem repórter que só quer chegar em casa a tempo para o seu jantar de ensaio do seu casamento.

Os dois se dão bem de cara, e quando Ben resolve fretar um avião para tentar encurtar o seu caminho ele resolve convidar jornalista para seguir viajem junto com ele. 

Grover é o único piloto disponível para leva-los ao destino, ele leva consigo o seu cão que é o seu maior companheiro. O que eles não esperavam era que Grove sofresse um ataque cardíaco em pleno voou, causando um pouso inesperado em pleno nada, deixando apenas Ben, o cão e Ashley muito ferida, vivos para tentar de todo o custo sobreviver. 

A perspectiva de salvamento é mínima, quase sem comida, bebida ou remédio para ajudar nos ferimentos de Ashley, Ben tenta usar o seu conhecimento para mante-los a salvo o máximo de tempo possível.

Foi um daqueles momentos em que eu entendi, realmente entendi, que a vida não é garantida. Que eu a tomava por certa, sem lhe dar valor. Que acordava todos os dias achando que também acordaria no dia seguinte.

Eles precisam superar muitas coisas, principalmente conflitos pessoais para tentar sobreviver, seguir uma jornada de autoconhecimento e entender que precisam um do outro para sair de todo aquele martírio vivos.


Eu não poderia deixar de falar dessa capa linda! Não sou muito fã de capas com pôster de filme, mas vamos combinar que a Arqueiro está se superando com as capas, desde Tudo e todas as coisas, as capas estão simplesmente LINDAS. A diagramação como sempre perfeita!

O livro foi "adaptado" para o cinema, e o filme estreou no ultimo dia 02/11 em todo o Brasil, nós já assistimos e ainda hoje tem crítica dele aqui no blog. Vamos fazer um especial de 2 dias sobre ele aqui. Fique ligado.



Título: Depois daquela montanha 
Autor: Charles Martin
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Compre aqui.
Classificação:  

Charles Martin: Charles Martin se casou em 1993 com o grande amor de sua vida e tem três filhos com ela. Gosta de exercícios físicos, caça com arco e flecha e é faixa preta em tae kwon do. Já publicou doze romances e um e-book autobiográfico. Ele mora com a família em Jacksonville, na Flórida.