Sexta Geek: Quadrinhos e o Folclore Brasileiro

Saci, Curupira, a lenda do Boto, Iara... Alguns desses nomes são familiares? 22 de Agosto foi o dia do Folclore e como festejar essa data de uma maneira geek? Listando alguns quadrinhos cheios de referências especiais para vocês.
Capa do livro "As 100 melhores lendas do folclore brasileiro", da L&PM Editores.

Bem, na área mainstream não há muuuitas opções de quadrinhos que eu possa listar para vocês, mas achei umas dicas bem legais de lendas que fizeram parte da vida de muitos e onde os artistas souberam retratar os regionalismos com personalidade uma boa dose de homenagem.
Só uma curiosidade sobre o Dia do Folclore? Virou data oficial no Brasil em 17 de agosto de 1965 pelo Congresso Nacional e a data (22) remete ao dia que o britânico William John Thoms utilizou pela primeira vez, em público, o termo folclore (folk-lore), em 1846. Ok. Agora posso ir às dicas!

Vamos começar falando do caipirinha mais amado da Turma da Mônica, também presente na vida de tantas crianças no Brasilzão! 
Em Arvorada, vamos ver a relação de Chico com a avó pelas mãos do artista Orlandeli. A HQ não é necessariamente sobre folclore, mas quem lê as aventuras do Chico sabe que lendas estão muito presentes na vida dele. 
Aqui, temos a presença de vários nomes conhecidos em um dos momentos mais emocionantes da estória do Chico. 
Leia a resenha completa de Arvorada AQUI no Pausa.
Compre na Amazon.








A AP quadrinhos ajudou a produzir Amazônia em Quadrinhos, uma coletânea de 2012 que reuniu jovens do Amapá contando três histórias sobre lendas amazônicas. Atualmente você pode ler online a HQ e/ou fazer o download, mas não deixe de prestigiar os jovens na fanpage.













A HQ Zeladores é uma proposta nova com lendas e personalidades do folclore brasileiro. Traz mitos para o nosso tempo e os coloca em São Paolo - Sim, com O mesmo, baseada na capital paulista. Zé Pilintra é um dos personagens mais carismáticos da nossa cultura:  malando, afrodescendente e amante da boêmia, ele acompanha Opala 78, um detetive paranormal que protege SP de ameaças sobrenaturais. Neste número, teremos a mistura de funk, Caroxinha, Barbarruiva e a Mulher de branco no primeiro terço da história.
A publicação ficou por conta da Devir e tem como criadores o Nathan Cornes e Roberto d´Avila.




O quadrinho Rio Negro mostra o pesquisador Elton e a fotógrafa Margot embarcando em direção ao Rio Negro para desvendar o mistério do habitar de um peixe.
O autor Eron Costa decidiu abordar os mitos do Norte e não de sua terra Natal (o Cerrado) pela Floresta Amazônica possuir muitos mistérios em torno do Saci, Curupira, Mapinguari e outras lendas assustadoras. O autor afirma que até hoje os moradores dessa região são testemunhas de aparições arrepiantes e sobrenaturais.
Inspirado em H.P. Lovecraft, Rio Negro está disponível na plataforma Social Comics e tem fanpage própria.



Dica extra de Folclore na literatura? Bem, um guia-achado que me deparei quando pesquisava para este post: o livro As 100 melhores lendas do folclore brasileiro. O livro é dividido por partes e nas duas primeiras há relatos de tempos imemoriais, como "O surgimento da noite" e "o batismo das estrelas", sobre a criação do mundo; há também contos bastante conhecidos como a fábula do coelho e da tartaruga e "o negrinho do pastoreio". Já a última parte é dedicada aos perfis de seres muitas vezes assustadores como A mula sem cabeça e o Chupa-cabra, clássicos como o Saci Pererê e Lobisomem.
No site da L&PM você pode dar uma olhada nas primeiras páginas do livro.
Compre na Amazon.






Bem, essas foram as dicas dessa sexta geek. Tem alguma dica para gente desse tema? Comenta aí.


Renata Pamplona
PUBLICADO POR

"Lendo e resenhando muita coisa da cultura pop. Inevitavelmente Geek e apaixonada por mais personagens fictícios que pode contar."

Copyright © Pausa Para um Capítulo. Designed by Everton As