10 agosto 2017

O Pausa Viu: Em Ritmo de Fuga (Baby Driver)

Com uma trilha sonora envolvente, corridas alucinantes e um elenco no ponto, o diretor Edgar Wright trouxe o refrescante Em Ritmo de Fuga aos cinemas após 20 anos de planejamento!





Após um mês de animações e afins, há duas semanas atrás (esse review tá beeem atrasado, sorry! mas o filme ainda está em cartaz!) eu fui assistir Em ritmo de Fuga (Baby Driver), um filme que ganhou ampla campanha de marketing pelos próprios atores e diretor. Ei, não me julga! Eu gosto de ver o buzz e paixão da produção e elenco mesmo sobre um filme. 
A premissa do filme é sobre Baby (Ansel Elgort), um jovem talentoso condutor especialista em fugas em assaltos e viciado em música, ao encontrar a mulher dos seus sonhos (Lily James) vê nela a desculpa de deixar para trás a vida de crime. No entanto, se vê coagido a voltar para um "último" trabalho para o seu chefe (Kevin Spacey) e quando o mesmo não dá certo, ameaça sua vida, romance e liberdade.



Menciono logo que eu tinha uma péssima impressão de Lily James pelo morno-quase-parando Cinderella, mas a menina sabe viver! E ela e o Ansel? Shippei.
Baby Driver tem quase duas horas dando espiadas nas vidas de todos os personagens envolvidos no roubo (+ Deborah), corridas que te farão pegar com força a poltrona do cinema e parar a pipoca no ar e uma trilha sonora ótima! Falando nesta última...


Mais uma surpresa nesse filme foi o elenco: Sinceramente, eu stalkeio o Ansel desde A culpa é das estrelas, então ele falou muito do filme nos últimos meses, mas eu não fazia idéia que o Jon Hamn e Kevin Spacey tinham papéis tão grandes. E até participações do Flea (da banda Red Hot Chili Peppers!) e da cantora Sky Ferrera. Outros nomes conhecidos entram e saem complementando o elenco. Nenhuma participação é desperdiçada.

Lily James, Ansel Elgort, Edgar Wright (diretor), Jon Hamn, Eiza González e Jamie Foxx. Crédito foto: Reuters
A explicação do porque Baby praticamente vive com os fones de ouvido é perfeita para inserir as músicas no filme. Você já assistiu um filme (série) e sentiu que a música não calhava ali? Aqui não tem isso. Cada música perfeitamente inserida, incluindo os eventuais instrumentais.
Tem ação, suspense, plot twist, romance e umas pitadas de piadas. Está com um tempo, quer ir no cinema e ver algo novo? Dá uma chance pro Baby. 😉