25 maio 2017

Quinta do terror: Psicose - Alfred Hitchcock

Psicose (Psycho, EUA – 1960)
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Joseph Stefano (baseado em romance de Robert Bloch)
Elenco: Anthony Perkins, Janet Leigh, Vera Miles, John Gavin, Martin Balsam, John McIntire, Simon Oakland, Frank Albertson, Patricia Hitchcock
Duração: 109 min.
Sinopse: Marion Crane é uma secretária (Janet Leigh) que rouba 40 mil dólares da imobiliária onde trabalha para se casar e começar uma nova vida. Durante a fuga à carro, ela enfrenta uma forte tempestade, erra o caminho e chega em um velho hotel. O estabelecimento é administrado por um sujeito atencioso chamado Norman Bates (Anthony Perkins), que nutre um forte respeito e temor por sua mãe. Marion decide passar a noite no local, sem saber o perigo que a cerca.


giphy.gif
Cena clássica.

Como eu havia lido o livro,é interessante assistir o filme. Uma obra belíssima do suspense. Não sou crítica de cinema, não sou especialista em área do cinema, nem estudo sobre isso. Mas, a minha contribuição é ler os livros e assistir os filmes que são baseados nos mesmos. Psicose não foi diferente. Sem muito blá,blá, blá.Vamos ao que interessa. 

No início do filme a cena é com a Mary a protagonista e seu namorado Sam. No livro não tem isso. As cenas da Mary e o seu namorado, são lembranças narradas no livro. Tudo bem até nesse ponto, acredito que Alfred Hitchcock que não queria fazer a história tim-tim por tim-tim, ele queria dar algo a mais ao telespectador e ao leitor. Como esse filme é da década de 60, então se você não gosta de assistir filme preto e branco…. paciência. Eu também não gosto, porém é fascinante a colocação da história, os personagens, as trilhas sonoras.

giphy.gif
                                 Cena do filme. Interação com Mary e Norman.

Muitas cenas que estão no livro, não estão no filme. Algumas foram criadas. É interessante ressaltar que não vou dar spoilers. Fiquem tranquilos! Vamos falar do Norman Bates, que na verdade é TOTALMENTE diferente do personagem do livro. Fiquei um pouco chateada por ele ser diferente, porque no livro ele é gordo,baixo, tímido, muito reservado. No filme, ele é magro e alto, ele até que é sociável, bem desinibido. Ele consegue falar com Mary, mas gosto muito da atuação do ator Anthony Perkins. São muito boas as cenas que ele age com as pessoas, escondendo um segredo. O filho querido que cuida da mãe doente, mal sabem aquelas pessoas que Norma Bates é capaz.

873c3e5b86e6401ac94bb844c6baee0b.gif
                                         Eu estou observando você.

Às vezes para nós leitores é uma decepção quando nosso livro vira um filme, mas não do jeito que imaginamos. Porém, Psicose tem um ar diferente. Eu realmente prefiro livro. O filme é de uma excelente qualidade. O diretor é muito bom mesmo, acreditem. Para quem tem curiosidade sobre os bastidores do filme, tem um livro chamado: Alfred Hitchcock e Os Bastidores de Psicose. Para quem estuda cinema ou gosta de saber como é atrás das câmeras,é um ótimo livro para ler e entender todo processo cinematográfico e fotográfico.

Os personagens são bem variados, o Sam o namorado, a irmã da Mary, o detetive do caso. De acordo com desenrolar da história fica mais surpreendente. As investigações, o ciclo se fecha para Norman, será que vão descobrir se ele é culpado pelo sumiço de Mary, e agora o detetive do caso? E a mãe dele que está “doente”, mas de fato é ela a criminosa? Ou ambos são assassinos? Bates Motel é um lugar seguro? Todas essas perguntas serão respondidas quem for assistir o filme.

giphy.gif

                                                       5947b9cd3036bd78ab1a1e262987da8c029fe6d2_hq.gif

Alfred Hitchcock (1899-1980) foi um cineasta inglês, uma das mais importantes personalidades do cinema de mistério e intriga, sendo chamado de “Mestre do Suspense”. Nasceu no bairro de Leytonstone, no Nordeste de Londres, Inglaterra, no dia 13 de agosto de 1899. Filho de William Hitchcock e Emma Jane Whelan, donos de um comércio de frutas e verduras, recebeu de seu pai uma educação rígida e repressiva que marcou profundamente a formação de seu caráter e de sua personalidade.
Curiosidades sobre o filme: 

  • Hitchcock comprou anonimamente os direitos do livro de Robert Bloch, que deu origem ao roteiro do filme; ele pagou onze mil dólares e depois comprou todas cópias disponíveis no mercado para que ninguém o lesse e, consequentemente,seu final não fosse revelado.

  • Psicose foi filmado em preto e branco por opção do próprio Alfred Hitchcock, que considerava que as cores, o filme ficaria “ ensanguentado” demais.

  • Para criar o sangue na cena do chuveiro foi utilizada calda de chocolate.

  • O som ouvido da faca sendo fincada no corpo de Mary é, na verdade, o som de um facão encravando em um melão. 

  • A trilha sonora foi feita pelo compositor Bernard Herrman, e batizada de “ O Assassinato”. 

  • Uma pesquisa realizada na Grã Bretanha elegeu a música de Psicose como a mais aterrorizante da história do cinema, superando as melodias de A profecia, O chamado, O fantasma da Ópera e O Exorcista.