30 abril 2017

[Resenha] : The Silent Waters - Brittainy C. Cherry

        “ O mundo continua girando porque seus batimentos cardíacos existem.”


Título: The Silent Waters
Autora: Brittainy C. Cherry
Ano de Lançamento: 2016

Sinopse: Nossas vidas são uma coleção de momentos. Alguns completamente dolorosos e cheios de dores. Alguns maravilhosamente esperançosos e cheios de promessas de amanhã.
Eu tive muitos momentos na minha vida, momentos que me mudaram, me desafiaram. Momentos que me assustaram e me envolveram. No entanto, os maiores, os mais dolorosos e deslumbrantes, todos o incluíam.
Eu tinha oito anos de idade quando perdi minha voz. Um pedaço de mim foi roubado, e a única pessoa que realmente podia ouvir meu silencio era Brooks Griffin. Ele era a luz durante meus dias negros, a promessa de amanhã, até que a tragédia o encontrou. Tragédia que o afogou em um mar de lembranças.
Esta é uma história de um menino e uma menina que se amavam. Uma história de vida e morte. De amor e promessas quebradas.
DE MOMENTOS.


Algum dia você vai acordar e sair de sua casa, Magnet, e você vai descobrir o mundo. Algum dia você vai ver o mundo inteiro, Maggie May, e neste dia, quando você sair e inspirar sua primeira respiração, eu quero que você me encontre. Não importa o quê, me encontre, porque eu vou ser o único a mostrar para você. Eu vou ajuda-la a riscar as coisas fora de sua lista de afazeres. Eu vou te mostrar todo o mundo .


Oi gente! Depois de um tempinho sem dar minhas caras por aqui, resolvi vir aqui e falar desse livro incrível que roubou a maioria das minhas lágrimas e me deixou naquela famosa "depressão pós livro".

The Silent Waters, conta a história de Maggie May, uma menina que, aos dez anos de idade, sofre um trauma a beira do lago, trauma esse, que roubou sua voz, ou como a própria diz, roubou sua inocência. Maggie May era uma menina alegre, que aos seis anos, muda-se com seu pai Eric para um novo lar, com sua nova família, Katie, uma mãe maravilhosa e seus dois filhos Cheryl de cinco anos e Calvin de seis e conhece Brooks Griffin, melhor amigo de seu meio-irmão.

A infância de Maggie era muito feliz com sua família nova e, mesmo sendo uma criança, ela já dizia que iria se casar com Brooks e, juntos, eles teriam dois filhos, um cachorro chamado Skippy e um gato chamado Jam. Infelizmente, por conta de um ocorrido quando tinha dez anos, ela tem seus sonhos esmagados, sua inocência é roubada, sua voz é perdida. O trauma de Maggie May não afetou somente a ela, mas afetou toda sua família, que se sentiam frustrados por não saber o que aconteceu a ela, por não conseguirem trazer de volta sua voz. Brooks foi capaz de ouvir Maggye May, -ou Magnet como ele, carinhosamente a chamava- mesmo quando ninguém mais o podia.

                                         Are you okay today Maggie May?

O relacionamento de Maggie com Brooks é, sem sombra de dúvidas, uma das coisas mais lindas deste livro, um amor puro, paciente e capaz de tirar toda a dor.

The Silent Waters é o terceiro livro da série "The Elements", com os dois primeiros volumes já publicados aqui no Brasil: "O Ar que ele respira" e "A chama dentro de nós". Brittainy se tornou uma das minhas autoras favoritas, a forma que ela escreve, nos transporta e nos faz sentir todas as emoções passadas pelos personagens.
   
“Naquela noite eu percebi algumas coisas sobre a vida. Às vezes a chuva era mais agradável do que o sol. Às vezes, a dor era mais gratificante do que a cura. E às vezes as peças de um quebra-cabeça eram mais bonitas quando espalhadas.”

The Silent Waters, se tornou o meu favorito da autora, confesso que foi um livro que chorei do começo ao fim.Dividido em três etapas, ela soube fazer muito bem a transição dos personagens, a forma que eles cresciam, os conflitos familiares gerados por conta do trauma de Maggie May, o modo que eles passaram por tudo unidos como uma família, e a maneira, que Maggie, deixa seus traumas de lado para salvar Brooks de seus próprios demônios.

"O amor não vinha com orientações. Ele corria para uma pessoa com uma única esperança como sua corrente. Não havia uma lista de regras a seguir, certificando-se de que você se importava com ele corretamente. Não lhe deu instruções para mantê-lo puro. Ele simplesmente apareceu em silêncio, rezando para que você não deixasse escapar.”
Uma história emocionante, de traumas, superação, mas principalmente, de amor.
“Eu tive muitos momentos na minha vida, momentos que me mudaram, me desafiaram, momentos que me assustaram e me engoliram. No entanto, os maiores, os mais dolorosos e deslumbrantes, todos a incluíam.”