15 fevereiro 2017

[Resenha] Cinder e Ella - Kelly Oram



Título: Cinder e Ella
Autora: Kelly Oram
Editora: Pandorga
Ano: 2016
Número de páginas: 304
Compre aqui: Amazon
Sinopose: Faz quase um ano que Ella Rodriguez, 18, esteve em um acidente de carro que a deixou aleijada, com cicatrizes e sem a mãe. Após uma recuperação difícil, ela foi obrigada a atravessar o país para viver com o pai que a abandonou quando era uma criança. Se ela quiser escapar de seu pai e de sua horrível família adotiva, ela precisa convencer os doutores de que é capaz, física e emocionalmente, de viver sozinha. O problema é que ela ainda não está pronta. O único modo de se curar é se reconectar com a única pessoa no mundo que ainda significa algo para ela: seu melhor amigo anônimo, Cinder. Brian Oliver é a sensação de Hollywood e tem a fama de sempre causar problemas. Existem muitos rumores sobre sua participação no filme O príncipe druída, mas seus assessores dizem que o único modo de passar de adolescente sedutor para ator da lista A é mostrar que seus dias de selvageria ficaram para trás e que agora ele amadureceu. Para aplacar os comentários sobre a reputação de bad-boy, seu assessor arranja um casamento falso com a coadjuvante Kaylee. Brian não está animado com a noiva falsa ou o casamento, mas ele fará qualquer coisa para conseguir sua nomeação ao oscar. Até que o e-mail de uma antiga amiga da internet muda tudo.
Oi gente! Pela primeira vez eu não sei muito bem o que falar sobre um livro. Tinha lido milhares de resenhas sobre ele, e todas super positivas que me deixaram com mais vontade de ler. Só que na minha cabeça seria mais um clichê adolescente. Eu estava muito enganada! Cinder e Ella me conquistou de uma maneira que finalizei o livro pedindo mais! E olha que normalmente gosto mais de livros únicos. Bom deixa eu contar para vocês minha experiencia.


O que falar de uma mocinha que é um blogueira literária?! Já amei desde o começo! Ella tem 18 anos e no auge da sua adolescência resolveu criar um blog e falar sobre uma das coisas que mais ama, livros. Em meio a uma de suas resenhas ela recebeu um e-mail de um leitor contestando tudo o que ela avia dito sobre o livro. desde então eles se tornaram inseparáveis, só que com apenas um detalhe, eles nunca se viram pessoalmente.
(...) A leitura era uma paixão que Cinder e eu compartilhávamos. Líamos livros e os discutíamos todo o tempo. (...)
Ela mora com a mãe sua melhor amiga e companheira para todas as horas, e no dia em que completaria 18 anos resolvem fazer uma viajem e passar o final de semana fora junto com a mãe. Enquanto falava com esse amigo amigo virtual pelo telefone Ella vê sua vida modificada completamente. Ela sofre um acidente de carro, uma tragédia de deixará marcas não só fisicamente, mas também no seu psicológico e emocional para o resto da vida. E fará com que ela tenha que conviver com o pai que a abandonou quando era muito pequena, sua madrasta e as filhas dela.
 
Tendo que se adaptar as suas limitações físicas, as cicatrizes horríveis de queimadura e ainda tendo que lidar com a  nova família que mostra que não gosta mesmo dela. Ella  precisa voltar a estudar, só que escola ela também não é recebida muito bem. Toda essa fase de adaptação não faz bem para a recuperação emocional dela, e para mostrar que ela tem uma "base de apoio" e que vai sair dessa, ela precisa voltar a entrar em contato com um velho amigo virtual, a única pessoa que á fazia rir e se sentir em casa. Cinder.
Por meses, lamentei a perda de minha melhor amiga e da menina pela qual eu estava apaixonado – ainda estava lamentando a perda dela até cinco minutos atrás.
Depois do acidente, ela literalmente sumiu e Cinder pensou que ela tinha morrido, acabou seguindo a sua vida. Ele é nada mais nada menos que Brian Oliver um dos mais famosos e promissores atores jovens que depois de aprontar muito, se viu tendo que estar em um noivado forçado para limpar seu nome quando a imprensa e ao seu publico.

O livro é toda narrado em primeira pessoa com a Kelly Oram intercalando muito bem capítulos entre Cinder e Ella. Ela soube dosar muito bem ficção com realidade, fazendo ótimas analogias a Cinderela. Ella é uma das personagens femininas mais fortes que já li, e mais realista também. Mostrando que todo ser humano pode ter recaídas sim, e nem todo mundo é 100% forte, o tempo todo.

Se prepare para chorar ok?! Afinal não seria eu se não indicasse um livro para chorar não é! kkk Esse livro tem uma carga emocional enorme! Vai trabalhar questões entre pai e filha, mas fala principalmente de superação e aprendizado.
 
Não vou aprofundar muito nele porque sábado (18/02) vou falar um pouco no evento "Eu amo Chick Lit" na livraria Fox, sim gente! ele é um Chick Lit de carácter emocional muito grande que vai levar você a lágrimas e a suspiros apaixonados em um piscar de olhos.

"- Ella - disse Vivian suavemente - A verdadeira beleza vem do interior das pessoas. Se você se sente bonita, então continuará bonita para os outros sem se importar com o que há na superfície.''