26 novembro 2016

Eu Vi: Gilmore Girls - Um Ano para Recordar




Oi gente! Eu sei que não é normal ter resenha de série aqui no blog, porém depois de uma madrugada ensandecida vento todos os capítulos do especial disponibilizado pela Netflix, eu tinha que vim conversar com vocês sobre! Espero que goste!



Título original; Gilmore Girls: A Year in the Life

Criado por: Amy Sherman-Palladino (2016)

País: EUA

Gênero: Comédia , Drama
Duração: 90 minutos


        Resenha

Oi gente! Só quem é fã de Gilmore Girl sabe o quanto esse revival era esperado, confesso que meu maior medo era que os quatro episódios fossem carregados de nostalgia, porque vocês sabem né, a sétima e ultima temporada da série não foi uma das melhores, porém Sherman-Palladino nos mostra que ainda tem muita história para contar e quanta história, nos deixando não com aquele gostinho de quero mais, e sim com uma puta (desculpa expressão) necessidade de mais uma temporada, ou sete.

Com o formato de 90 minutos, a Netflix nos presenteou com quatro episódios divididos por estações do ano onde temos as garotas Gilmore, lidando com um sentimento muito complicado, o luto, cada uma da sua maneira.

Emily tendo que seguir sua vida sem seu companheiro de mais de 50 anos, Lorelai meio que entrando em uma crise de meia - idade e em seu relacionamento com Luke ( muito presente no revival). Rory já madura no alto dos seus 32 anos, lidando com escolhas não muito certas para a sua carreira e vida pessoal e vendo seu caminho sendo levado de volta para casa.

Quantas vezes me peguei com os olhos cheios de lagrimas quando Lorelai também estava pronta para chorar, e do nada seu jeito singular e cômico aparecia novamente, quantas vezes tive vontade de sacudir a Rory e mostrar o caminho certo, e quantas vezes enxerguei a mim mesma no meio das decisões e duvidas que pairavam na sua cabeça.


Em " Um ano para recordar" podemos ver que existe algo mais depois dos "felizes para sempre", e que o destino pode nos pregar peças e que peças! Com um capítulo final cômico e muito, muito emocionante mesmo, Sherman-Palladino joga uma bomba no nosso peito, meio que um "Se virem!" ficando aquela vontade de pedir por favor! Só mais uma temporada!