17 setembro 2016

[RESENHA] O AR QUE ELE RESPIRA - BRITTAINY C. CHERRY


  Porque você acredita em coisas boas, mesmo quando seu coração está partido. E eu não  consigo me lembrar das coisas boas.



Titulo: O Ar que ele Respira
Autor (a): Brittainy C.Cherry
Editora: Record
Ano; 2016
Páginas: 308



Sinopse: Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.



Resenha: 


 O livro começa contando a história de Tristan Cole, um cara cheio de sonhos, que vivia sua vida feliz e plena com sua esposa e filho,porém essa felicidade acaba quando um trágico acidente tira a vida de sua família, e isso o destrói.

 Logo depois somos apresentados a Elizabeth, que, logo após ter perdido seu marido em um acidente de trânsito, tenta reerguer sua vida junto a Emma, sua filhinha de 5 anos que é o motivo pela qual ela continua respirando.

 Ambos perderam pessoas que amavam, como seguir a vida quando parte de si mesmo se foi?
Não imaginava que isso fosse possível. Não sabia que um coração, mesmo aos pedaços, ainda poderia bater por amor.
 Após a morte de seu marido Steven, Elizabeth passou um ano morando com sua mãe, o que foi um momento difícil, pois sua mãe, após perder o marido, passa a se envolver com um homem diferente a cada dia, e cansada dessa vida, Elizabeth resolve voltar para a cidade em que vivia com Steven, Meadows Creek, uma cidade pequena, que todo mundo se achava no direito de se meter em sua vida, e é aí que os caminhos de Tristan e Elizabeth se cruzam...

 Tristan é um homem alto, musculoso, com cabelo e barba compridos, mas também muito fechado e grosso com Elizabeth, não é atoa que ela o chama de puto, ou "Pluto" como diz Emma, mas no decorrer do livro, a gente começa a o entender, ele se fechou em seu mundo e não queria que ninguém entrasse nele.

 Após muita insistência da parte de Elizabeth, o mundo de Tristan vai se abrindo aos poucos pra ela, e eles começam a ter um envolvimento digamos que estranho, pois cada um se doa ao outro fingindo ser quem eles não são, para esquecer de alguma forma, a dor da perda, e é ai que o amor de um pelo outro começa a desabrochar...

Naquele instante, eu o amei, porque era como amar Steven. Naquele instante, eu o odiei, porque sabia que tudo era uma grande mentira. Mas não conseguia parar de tocá-lo. Não conseguia parar de ansiar por ele. Não conseguia parar de desejá-lo.
Mas quando estávamos juntos doía menos. Quando estávamos juntos, o passado não parecia tão doloroso. Junto dela, nunca me senti, nem por um momento, sozinho.

O livro se trata de uma série, onde cada livro fala sobre os 4 elementos: Ar, Fogo, Terra e Água. Os personagens serão diferentes em cada livro, e será possível lê-los separadamente.

 Nunca tinha lido outro livro dessa autora, mas amei a escrita, a forma de manter certo suspense, a maneira que ela relata a personalidade dos personagens, ambos são apaixonados por livros, sofrem a perda, amam, e juntos, buscam a força pra ter de novo a esperança, o ar para respirar. O livro é narrado em primeira pessoa, com capítulos alternados entre os personagens, o que torna a leitura mais gostosa e bem dinâmica.

 Um livro cheio de emoções, nele você irá rir, sentir ódio, tomar as dores dos personagens pra si, e principalmente, vai morrer de tanto chorar, vai perder o ar, mas ao mesmo tempo, recuperar novamente a vontade de viver.

Primeiro, me apaixonei pela ideia. Me apaixonei pela ideia de que um homem me faria rir e chorar novamente. Eu me apaixonei pela ideia de alguém me amar, mesmo estando tão despedaçada, com meu coração em cacos. Eu me apaixonei pela ideia de sentir seus beijos, seus toques, seu calor.

Sabe aquele lugar entre os sonhos e os pesadelos? Aquele lugar onde o amanhã não chega e o passado não dói mais? O lugar onde seu coração bate em sintonia com o meu? Aquele lugar onde o tempo não existe e é mais fácil respirar? Quero viver nesse lugar com você. - TC