26 maio 2016

Resenha: Dama da Meia - Noite - Cassandra Clare

" Um parabatai é seu melhor amigo. Seu parceiro na batalha. Alguém a quem se jura lealdade eterna. Parabatai viveriam e morreriam um pelo outro. Mas nunca jamais podem se apaixonar."
Livro: Dama da meia-noite (#01)Série: Os artifícios das trevas
Autor: Cassandra Clare (@cassieclare)
Editora: Galera Record
Páginas: 560
Tradução: Rita Sussekind


Sinopse: Em “Dama da Meia-Noite”, Cassandra retoma o universo de fantasia urbana da série Os Instrumentos Mortais, que já ganhou a tela de cinema e agora é série de TV exibida pelo canal Netflix. Cinco anos após os acontecimentos de Cidade do Fogo Celestial, acompanhamos os Caçadores de Sombras do Instituto de Los Angeles enquanto tentam descobrir os responsáveis por uma série de assassinatos que vitimam tanto humanos quanto fadas. Agora Emma Carstairs é uma jovem em busca dos assassinos de seus pais, com a ajuda de seu parabatai, Julian Blackthorn. As crianças cresceram e podem se tornar os melhores Caçadores de sua época.O primeiro livro da nova série da Cassandra Clare, autora de Os Instrumentos Mortais.

Resenha


Dama da meia-noite acontece 5 anos depois do livro "A cidade do fogo celestial" no instituto de Los Angeles. Emma desde nova era considerada a melhor caçadora de sombras da sua geração. Porém agora ela vem motivada a descobrir quem está por trás da morte dos seus pais.
" - A melhor Caçadoras de Sombras da sua geração - respondeu Diana. - Você treina e luta como ninguém. E é exatamente por isso que não quero vê-la desperdiçar seu potencial na busca de algo que não vai curar suas feridas."
Ela mora com seu parabatai Julian Blackthorn que cuida dos irmãos menores logo após a Guerra, onde perdeu seu pai e seus irmãos mais velhos foram exilados.


Quando abitantes do reino das fadas começam a aparecer mortos em circunstancias parecidas com os pais de Emma. Sem saber o que fazer para desvendar as mortes, as Fadas recorrem aos Caçadores de Sombra, mais precisamente a família Blackthorn, pois eles possuem algo que a eles desejam muito e se forem entrar em contato com a Clave, quebrariam a paz fria, onde todos do reino das Fadas foram punidos por se aliarem a Sebastian na Guerra maligna.

" As mãos familiares fecharam em torno do capuz e o puxaram. Primeiro, puxaram, depois, arrancaram dos ombros, como se o material fosse desagradável. Emma viu o lampejo de um corpo comprido e ágil, cabelos claros, mãos finas, enquanto a capa era arrancada e caía no chão em uma poça escura."
Não tem como resenhar esse livro e não dar spoilers, mais o que posso dizer, é um livro muito bem escrito , com uma história fluída e muito coerente. Não necessariamente você precisa ter lido os outros livros da autora para ler esse, porque ele explica muito bem sobre os caçadores de sombras. Porém acho muito válido ler antes!

Cassandra consegue escrever personagens bem consistentes e diretos ao ponto, sem aquele mimimi todo, que com um tempo acaba irritando. Ele consegue tratar assuntos como um relacionamento homo-afetivos tão bem , sem ficar caricato ( já percebi desde #Malec). Sem contar na história de amor proibido que ela conseguiu não parecer nada clichê.


Quando comprei "Dama da meia-noite" não tinha lido nada que a autora tinha escrito, mais corri para ler os outros livros, para não perder nada! Bom espero que tenham gostado, tentei não dar spoilers! Até a próxima!