16 abril 2016

Resenha: Para todos os garotos que já amei - Jenny Han


 ISBN: 9788580577266
Tradução: Yma Vick
Ano de Lançamento: 2015
Número de Páginas: 320
Editora: Intrínseca

Sinopse: Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

      Resenha:

Oi gente! a resenha de hoje é de um livro que li faz alguns meses e precisava muito compartilhar com vocês o que achei dele, então espero que gostem!



Lara Jean é jovem sonhadora e apaixonada pela vida, nunca teve um namorado, mas teve 5 amores para quem ela escreveu 5 cartas mais nunca as entregou.  Cartas de amor onde ela se despedia de cada amado (platonicamente). As cartas ficavam guardadas e uma caixa de chapéu que ela ganhou da mãe antes de morrer, até que um dia tudo mudou.
"Minhas cartas são de quando não quero mais estar apaixonada. São cartas de despedida. Porque, depois que escrevo aquele amor ardente para de me consumi."
Irmã do meio de três, Lara mora com a o pai e se ver na responsabilidade de ser a irmã mais velha, depois que Margot, sua irmã mais velha vai cursar faculdade em outro país. Em meio de uma vida tumultuada no ensino médio, e as responsabilidades de casa, suas 5 cartas somem e chegam aos seus respectivos destinatários.

Lara se vê em uma corrida contra o tempo para recuperar as suas cartas, em meio de todo o tumultuo ela se vê entre dois amores, o seu primeiro e talvez único amor e um certo garoto que a tira do sério, mas acima de tudo se tornou um grande amigo.
" o amor é assustador; Ele se transforma, Ele murcha. faz parte do risco."

 Jenny Han soube capturar de uma forma singular todos os dilemas de uma adolescente, o primeiro amor, à primeira decepção, o primeiro beijo e a primeira vez. Sempre de um  forma leve que quando você menos espera, já está no final do livro e louca para ler a continuação.
" Começos são melhores que términos"
 Bom, foi uma resenha curtinha mais direta kkkk, espero que vocês tenham gostado, prometo que o mais breve possível resenho aqui sobre a continuação P.S.: ainda amo você.