16 janeiro 2016

Resenha: Anna e o beijo Francês - Stephanie Perkins



Oi gente! Sabe quando você precisa de um livro "fofinho" para levantar o seu animo? Pois é, os livros da Stephanie são assim!
Anna e o beijo francês é um dos melhores livros que li em 2015. Não só ele, mas toda a trilogia que a autora fez nos deixa cada vez mais apaixonados pelos personagens e pela sua escrita.

Nome do livro: Anna e o beijo francês
Autora: Stephanie Perkins
Editora: Novo conceito
ISBN: 9788563219329
Páginas: 286
Lançamento: 2011

Sinopse: Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto -que tem namorada.Ele e Anna a se tornam amigos mais próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer?


Resenha: 

Anna é uma típica jovem americana. Em seu ultimo ano do ensino médio recebe uma noticia que para a maioria dos jovens da sua idade (e confesso que na minha também kkk) foi emocionante. Descobrir que vai morar e estudar por um ano na França é um sonho. Mas para Anna foi diferente, ela se viu tendo que abrir mão dos amigos, da família e de um suposto "namorado" e sendo jogada em uma cidade que não conhece nada e nem fala a língua local.
" não é que eu seja ingrata, quero dizer, é Paris. A Cidade Luz! A cidade mais romântica do mundo! Não sou imune a isso. É que essa coisa de internato tem mais a ver com meu pai do que comigo..."

" A única palavra em francês que eu sei é "Oui", que significa "sim", e eu aprendi recentemente que se escreve O-U-I, não W-E-E.''
 Tendo que se adaptar, ela se depara no seu primeiro dia com Meredith, Josh, Rashimi e o encantador Étienne St. Clair. Esses cinco serão inseparáveis e fundamentais para o ano de Anna em Paris.
''O garoto lindo sorri. Seus dentes são adoráveis...- Étienne - ele diz -  Eu moro no andar de cima.Eh-t-yen pronuncia meu nome assim: Ah-na.meu coração pulsa, pulsa, pulsa no meu peito."
 Apesar de todos tentarem incluir Anna em tudo, ela ainda se sentia a "garota nova" e sozinha. O único que consegue alegrar ela é St. Clair, que tenta lhe mostrar as belezas da "cidade luz" e fazer ela se adaptar a nova vida.

Eles se tornam inseparáveis, e você sente o clima de "algo mais" entre eles. Porém St. Clair tem uma namorada, Ellie. Ela não aparece muito no livro, mas por outro lado atormenta os pensamentos de Anna, lembrando-a de que ela não pode se interessar por Étienne. Entretanto ele tem muito charme e carisma, impossivel de resistir, não é?!
" ...mas eu parei de ouvir. Tudo o que vejo é o seu sorriso "dente torto" e seu andar bamboleante.Eu sou tão tola como todas as outras."
Anna se queixa muito sobre ter sido mandada para lá sem ao menos ter sido perguntada. Talvez se tivessem ao menos perguntado, ela teria escolhido e ido para Paris sem reclamar.

Você se pega tão apaixonada pelos dois e fica aflita tanto quanto elas com toda essa situação. Eles se tornaram melhores amigos um do outro e tem medo de acabar com essa amizade por tudo o que acontece entre eles.

Muitas vezes ela tem que lembrar que gosta de outra pessoa, que está esperando por ela em Atlanta (mas será que está mesmo? kkk).
"Estamos ambos parados. Ele está perto de mim. Seu olhar está preso no meu e meu coração bate dolorosamente no peito. Afasto-me e olho em outra direção. Toph. Gosto de Toph, não de St. Clair."
A escrita da Stephanie é tão fluida e simples que faz você se prender do início ao fim no livro. Quando você menos espera já finalizou ele e quer muito mais kkk. Você se apaixona, ri e chora com cada um deles. 

Quando eu descobri que ela tinha feito mais dois livros, com histórias de outros personagens, e que Anna e St.Clair estavam presentes, não tive duvida, corri para comprar e ler todos!

O livro consegue nos levar e nos instigar a conhecer uma Paris romântica, repleta de amores simples e fáceis, acontecendo no tempo e na maneira correta. Cheio de carinho, sorrisos bobos e principalmente acima de tudo o valor da verdadeira amizade. 

O final do livro mostra uma Anna tão amadurecida e decidida e um St. Clair cada vez mais apaixonante, que você termina o livro com aquele sorrisinho bobo no rosto.
" Porque eu estava. Por nos dois, a palavra casa não é um lugar. É uma pessoa.E nós, finalmente, estamos em casa."