28 novembro 2015

Resenha: Toda Sua (#1) - Sylvia Day

Oi gente! para completar uma semana cheia de novidades da nossa querida Sylvia Day, nada como um boa resenha não é?!


Título: Toda Sua
Coleção: Série Crossfire
Páginas: 280
Editora: Paralela
Edição: 1
Ano: 2012
Assunto: Literatura Estrangeira-Romances


SINOPSE : Gideon Cross entrou na minha vida como um relâmpago na escuridão.... Ele era inteligente, bem sucedido, rico e muito lindo. Fiquei obcecada por ele como nunca tinha ficado por ninguém, por nada. Ansiava por seu toque como uma droga, mesmo sabendo que aquilo acabaria me destruindo. Eu tinha meus problemas, e ele fez com que viessem à tona muito facilmente. Gideon sabia. Ele também tinha seus problemas. E nós acabaríamos sendo o espelho que refletia os traumas - e os desejos - mais secretos do outro. Seu amor me transformou, e eu rezava para que nosso passado não nos separasse....

RESENHA : Eva Tramell é uma mulher atraente, madura e foi criada em uma alta sociedade devido aos casamentos milionários que sua mãe teve. Se mudou para um apartamento luxuoso em Manhantan e o divide com seu amigo inseparável, Cary. Acabou conseguindo um emprego em uma enorme agência de publicidade com sede no Crossfire Building. O dono do prédio não é nada mais, nada menos que Gideon Cross. 

— Você está dormindo com alguém Eva?— Por que está me perguntando isso?— Porque eu quero comer você. Então preciso saber se existe alguém atrapalhando meus planos.


Gideon é um homem muito rico, misterioso, atraente (muito atraente diga se de passagem) e com um passado muito traumático assim como Eva. Ambos despertam um interesse incontrolável um pelo outro, onde rola muita tensão sexual. O livro nos mostra uma clara história onde duas pessoas se conhecem e se apaixonam e tem uma química impressionante. Gideon com todo seu jeito possessivo tentando controlar as ações de Eva, e ela contra atacando. Impossível não comparar inicialmente Toda Sua a Cinquenta Tons de Cinza. Porém na minha opinião, a Sylvia conseguiu mostrar mais explicitamente as cenas de sexo e até mesmo o trauma de ambos. Claro que sabemos que a série Crossfire foi uma inspiração de Cinquenta Tons de Cinza, porém no meu ponto de vista, grande parte do livro o Cross consegue demonstrar muito mais sua fragilidade e nos fazer apaixonar por ele muito mais rapidamente do que o Grey. 

O início da história é um pouco clichê como a maioria dos new adult que lemos, porém Eva não é a mocinha toda retraída que estamos acostumadas a ler nas histórias... Ela veio de uma família rica, ou seja, não mostra inferioridade quanto ao dinheiro de Gideon, e tem um passado conturbado tanto quanto Cross. Ambos se entendem por esse motivo em comum e pela imensa atração sexual que eles tem... A história não é uma narrativa cansativa e o livro contém poucas páginas. Atualmente a série é desenvolvida em 4 livros já lançados e irá ter a sua conclusão com o último que sairá em 04 de abril de 2016. Na minha opinião, Crossfire e trilogia Cinquenta tons de Cinza são histórias completamente diferentes e o único comum entre eles é o amor entre os personagens. 

Espero que vocês tenham gostado da resenha e que venham aqui pra ler a próxima que irei fazer que será da continuação de Toda Sua... Um grande beijo!!


"Sua voz era suave e refinada, com um toque de rouquidão que fez meu estômago gelar. Era uma evocação ao sexo. Ao que o sexo tinha de melhor. Por um momento cheguei a pensar que poderia ter um orgasmo só de ouvi-lo falar."





Leia também: